A sina de não vencer fora de casa pelo Campeonato Brasileiro já não incomoda mais o Palmeiras. No entanto, a vitória por 4 a 2 sobre o Bahia, no último domingo, abriu uma nova meta: a de começar nesta quarta-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, uma sequência de bons resultados diante do Atlético Goianiense, às 21h, pela nona rodada, e ganhar pela primeira vez dois jogos seguidos.

A equipe quer transformar a irregularidade na temporada em uma arrancada às primeiras posições. O técnico Cuca chegou a comparar na última semana o Palmeiras a um trem. Pela análise dele, quando o time entrar nos trilhos e começar a ganhar, vai se tornar um adversário difícil de ser superado.

“Aos poucos estamos melhorando, principalmente a competitividade. O Palmeiras vai retomar a sequência”, disse o lateral-direito Jean. O time terá como alterações as saídas do volante Thiago Santos, machucado, e do atacante Willian, suspenso. As vagas devem ser ocupadas, respectivamente, por Tchê Tchê e Borja. O colombiano voltará a ser titular depois de um mês, pois passou quatro jogos como reserva e outros três em compromisso com a seleção de seu país.

O favoritismo do clube é grande pela vitória por estar há 26 partidas sem perder em casa. A última derrota foi em julho do ano passado. Apesar da aparente facilidade no compromisso, Jean explicou que a responsabilidade para vencer pode atrapalhar. “Até acho mais difícil (enfrentar quem está na zona de rebaixamento) porque podemos cair em algumas armadilhas. Vale os mesmos três pontos dos outros jogos. Não pode pensar que são três pontos garantidos, isso não existe. Temos que tomar cuidado para não ser surpreendido para não perder ponto em casa”, afirmou.