Enfim, a primeira vitória. Mesmo jogando em pleno Germano Krüger, contra um time que até então sonhava com o título do segundo turno, o Nacional encerrou o jejum de 19 jogos sem saber o que é vencer e derrotou o Operário por 1 x 0, ontem, pela nona rodada do Paranaense. O gol foi marcado por Tcharles, aos 36 da etapa final. Gol que foi o de número 300 do Estadual.

Porém, mesmo com o triunfo, o time de Rolândia, que agora soma cinco pontos, já estava rebaixado e sequer tem chances de sair da lanterna. Já o Fantasma estacionou nos 15 pontos e deu adeus ao título. Além disso, complicou sua situação na briga por uma vaga na Série D do Brasileiro, uma vez que, faltando apenas mais duas rodadas, está cinco pontos atrás do JMalucelli. O time dos Campos Gerais precisa de duas vitórias e que o Jotinha não some mais pontos para se classificar.

A vitória do Nacional, no entanto, se deve muito ao nervosismo do Operário, que terminou a partida com apenas nove jogadores em campo. Primeiro, Edimar recebeu o vermelho, aos 16. Na sequência, foi a vez de Alex Cazumba ser expulso, aos 23, por colocar a mão na bola. Com dois a menos, o Fantasma não conseguiu segurar o ataque do adversário.