Depois de ter realizado uma temporada com a camisa do Chelsea, Filipe Luís retornou ao Atlético de Madrid, clube que defendeu entre 2010 e 2014. Nesta quarta-feira, o lateral-esquerdo deu entrevista coletiva para falar sobre o seu retorno ao clube espanhol, no que definiu como uma verdadeira “volta para a sua casa”.

“Quando saí sabia que seria muito difícil deixar este clube, aqui somos uma família. Nunca consegui me desprender do Atlético, nunca deixei de ver suas partidas, nunca me desconectei daqui”, ressaltou o brasileiro, oficializado na última terça como novo reforço da equipe para a próxima temporada do futebol europeu.

Filipe Luís, porém, garantiu não ter se arrependido de atuar pelo Chelsea na temporada passada, na qual ajudou a equipe a se sagrar campeã inglesa e da Copa da Inglaterra. “Estou muito feliz de estar aqui, passei um ano fora e tive a oportunidade de viver uma experiência muito bonita, jogar na Premier League, poder ganhá-la. Agora surgiu a oportunidade de voltar e não hesitei. Aqui passei os melhores anos da minha vida. Esta é a minha casa, tenho os meus filhos. Esta é a minha casa, tenho os meus filhos aqui e a verdade é que tenho um orgulho muito grande de que possam ver jogando no Atlético”, enfatizou.

O lateral ainda ressaltou que foi abençoado por ter sido campeão de dois dos principais campeonatos do mundo em anos consecutivos, pois antes de faturar o Campeonato Inglês com o Chelsea havia ajudado o Atlético a conquistar o Espanhol na temporada 2013/2014. “Todo mundo tem sua parte importante em um título, e eu tenho o privilégio de dizer que ganhei a Liga (Espanhola) e a Premier (League) em dois anos seguidos”, disse.

Filipe Luís, entretanto, admitiu ver o Campeonato Espanhol com mais empolgação. “São campeonatos muito diferentes, mas posso dizer que a Premier está melhor organizada, o estádio estão sempre cheios, as partidas são mais atrativas porque quase não há faltas e não se para o jogo. Mas a Liga (Espanhola) tem algo especial, todos os times tem muita qualidade, lá (na Inglaterra) é mais físico, mas aqui os ambientes dos estádio são mais forte, apesar de não estarem lotados”, afirmou, destacando que na Espanha foi onde se sentiu melhor até hoje como jogador.

Já ao ser questionado sobre quais as diferenças entre trabalhar com Diego Simeone e José Mourinho, o lateral afirmou que os dois técnicos “são diferentes em tudo”, mas que compartilham de uma mesma “vontade louca de ganhar”.

Entre 2010 e 2014, Filipe Luís disputou 184 partidas pelo Atlético de Madrid e conquistou um título do Campeonato Espanhol, um da Copa do Rei, um da Liga Europa e dois da Supercopa da Europa, além de ter sido vice-campeão europeu.