O Napoli se deu muito bem na rodada de ida das quartas de final da Liga Europa. Nesta quinta-feira, mesmo atuando na Volkswagen Arena, em Wolfsburg, na Alemanha, o time italiano goleou o Wolfsburg por 4 a 1 e ficou muito perto da classificação às semifinais. Com dois gols em cada tempo, a equipe de Nápoles não tomou conhecimento do atual vice-líder do Campeonato Alemão e tem uma enorme vantagem para a volta em casa, no estádio San Paolo, na quinta que vem.

Bem a seu estilo quando atua como visitante, o Napoli foi mortal nos contra-ataques que teve no primeiro tempo. Aos 15 minutos, o centroavante argentino Higuaín recebeu livre na entrada da área, matou a bola no peito e chutou de bate-pronto assim que ela caiu no chão para fazer 1 a 0. Aos 23, em uma jogada pela direita com participação do lateral Maggio e de Higuaín, a bola chegou rasteira para o eslovaco Hamsik, na pequena área, marcar o segundo gol.

O Wolfsburg até assustou em alguns chutes de fora da área, principalmente com o atacante Schurrle, mas as defesas do goleiro Andujar mostraram que o dia era do Napoli. Tanto que no segundo tempo mais dois gols foram marcados. Aos 19 minutos, a zaga alemã saiu errado de sua defesa, Callejón roubou a bola e cruzou para Hamsik fazer o terceiro. Aos 32, foi a vez de Gabbiadini anotar o quarto de cabeça. O time da casa diminuiu o prejuízo na sequência, aos 35, com Bendtner, mas a goleada já estava consumada.

Quem também venceu nesta quinta-feira, mas de maneira muito mais sofrida, foi o Sevilla. Jogando em casa, o time espanhol, atual campeão da Liga Europa, bateu de virada, com um gol no final, o Zenit St.Petersburg, da Rússia, por 2 a 1. O lateral-esquerdo Aleksandr Ryazantsev fez para os russos, aos 29 minutos do primeiro tempo, que depois levaram o jogo em banho maria para garantir o bom resultado como visitante.

O Zenit, clube do atacante brasileiro Hulk, só não esperava a determinação do Sevilla, que conseguiu a virada na segunda etapa. Aos 28 minutos, o centroavante colombiano Carlos Bacca empatou de cabeça. Aos 43, para delírio dos torcedores, Denis Suárez acertou um chute de primeira, da entrada da área, e garantiu a vitória.

Na Ucrânia, um gol no final também causou comoção e decepção. Com uma puxeta na pequena área, já aos 46 minutos do segundo tempo, Babacar fez o gol da Fiorentina, que arrancou o empate por 1 a 1 com o Dínamo de Kiev, no estádio Nacional de Kiev. Jeremain Lens, aos 36 da primeira etapa, havia aberto o placar para os ucranianos.

Por fim, na Bélgica, Brugge e Dnipro ficaram no empate sem gols. Assim, os belgas jogam por qualquer empate com gols na semana que vem, na Ucrânia, para avançarem às semifinais.