O britânico Andy Murray venceu o checo Radek Stepanek por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/4, nesta quarta-feira, e garantiu vaga nas oitavas de final do Masters 1.000 de Montecarlo. Cabeça de chave número 3 do torneio, o tenista também encerrou um incômodo jejum com o triunfo, já que não vencia uma partida desde o Aberto da Austrália, realizado em janeiro, quando ele bateu o espanhol David Ferrer na semifinal do Grand Slam.

Depois do Aberto da Austrália, no qual foi derrotado pelo sérvio Novak Djokovic na decisão, Murray disputou apenas mais três partidas na temporada, caindo nas estreias do Torneio de Roterdã e dos Masters 1.000 de Indian Wells e Miami. E agora ele se reencontrou com a vitória em seu primeiro jogo em piso de saibro no ano.

Com a triunfo sobre Stepanek, Murray terá pela frente o francês Gilles Simon nas oitavas de final. Algoz de Thomaz Bellucci em Montecarlo, o tenista da França superou o espanhol Alberto Montanes por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4, nesta quarta-feira.

Para superar Stepanek, o britânico ganhou 79% dos pontos que disputou quando usou o seu primeiro serviço e aproveitou três das oito chances que teve de quebrar o saque do adversário. Além disso, salvou quatro dos cinco break-points que proporcionou ao tenista checo.

Outro confronto das oitavas de final irá reunir o austríaco Jurgen Melzer e o espanhol Nicolas Almagro. Cabeça de chave número 7 em Montecarlo, o tenista da Áustria se classificou ao vencer o holandês Robin Haase por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/1 e 6/2. Já Almagro, pré-classificado como nono maior favorito ao título, saiu vencedor de uma dura batalha com o argentino Máximo Gonzales, que caiu por 2 sets a 1, de virada, com parciais apertadas de 6/7 (6/8), 7/5 e 7/6 (12/10).