José Mourinho não aguenta mais ouvir perguntas sobre Higuaín. Desde que responsabilizou os médicos do Real Madrid pela ampliação do prazo de recuperação do atacante argentino, o tema virou objeto frequente nas entrevistas coletivas do clube. Mas, fiel a seu estilo polêmico, o técnico perdeu a paciência nesta quarta-feira e avisou que não responderá mais sobre o assunto. “Não vou perder um minuto mais para falar disso.”

Higuaín não joga desde o dia 20 de novembro devido a uma hérnia de disco. Inicialmente, os médicos do clube optaram por um tratamento conservador, que não surtiu resultado. Somente em janeiro foi tomada a decisão de submeter o jogador a uma cirurgia, realizada nesta terça, nos Estados Unidos. Mourinho reclamou duramente do erro dos médicos, a quem chamou de “gênios”. O atacante só deve voltar aos gramados em quatro meses.

O técnico pediu à diretoria a contratação de um centroavante para substitui-lo, mas não foi atendido. Ele só conta com Benzema para atuar como referência na área. “O Arsenal tem cinco centroavantes, por exemplo. O Milan tem Cassano, Pato, Ibra (Ibrahimovic), Inzahi. Todos têm mitos. Nós só temos Karim (Benzema). Resta-nos seguir com essa dificuldade com atacantes”, reclamou.

Mesmo contando com apenas um centroavante de ofício no elenco, o Real Madrid tem o segundo melhor ataque do Campeonato Espanhol, com 46 gols em 18 jogos, média de 2,5 por partida. Só fica atrás do Barcelona, que marcou 57 gols (3,1 de média).