O Monterrey conquistou na noite de quarta-feira o tricampeonato da Liga dos Campeões da Concacaf. Após empate por 0 a 0 no jogo de ida em Torreón, a equipe derrotou em casa o Santos Laguna por 4 a 2, de virada, em uma decisão emocionante entre dois times do futebol mexicano. Aldo de Nigris foi o principal nome da conquista ao marcar dois gols na partida.

Com o triunfo, o Monterrey se classificou para o Mundial de Clubes, que será realizado em dezembro no Marrocos. Além disso, se tornou apenas o terceiro clube a vencer três vezes consecutivas a Liga dos Campeões da Concacaf – antes, apenas o Cruz Azul, também do México, conquistou tal feito, entre 1969 e 1971.

Vice-campeão pela segunda vez seguida do torneio, o Santos Laguna esteve muito perto do título na noite de quarta. Atuando fora de casa, a equipe abriu o placar da decisão aos 38 minutos do primeiro tempo com o gol marcado pelo atacante colombiano Carlos Quintero. E a equipe ampliou a sua vantagem aos cinco minutos da etapa final, com o gol feito pelo zagueiro panamenho Felipe Baloy, que defendeu Grêmio e Atlético Paranaense no futebol brasileiro.

O Monterrey, porém, reagiu. O atacante Aldo de Nigris diminuiu aos 15 minutos e o argentino Neri Cardozo empatou o duelo aos 38. A virada do time da casa veio logo depois, aos 41 minutos, com mais um gol de De Nigris. E o chileno Humberto Suazo sacramentou a conquista do tricampeonato do Monterrey ao marcar o quarto gol da sua equipe aos 45 minutos.