Durante o período em que está à frente do Ministério do Esporte, Orlando Silva favorece cidades do Estado de São Paulo, que têm o PC do B como aliado. O investimento quadriplicou no período (R$ 9,5mi para R$ 42,7 milhões) para reforma de praças esportivas.

11 dos 13 municípios – entre eles São Carlos, Araraquara e Campinas -, que receberam mais de R$ 1 milhão na gestão, tem o partido do ministro como base governista. Maior cidade paulista, a capital São Paulo, comandada por adversários políticos, recebeu menos de 1% da verba.

A assessoria do ministro negou que exista motivação política para a aprovação do investimento do programa “Esporte e Lazer na Cidade” do governo federal e afirmou que o valor aplicado em São Paulo é apenas 13% da União. Sobre a proximidade com as cidades que contam com o partido de Orlando Silva como base, a pasta declarou que a relação é apenas institucional.