Liderado pelos astros LeBron James e Dwyane Wade, o Miami Heat aproveitou bem a condição de mandante e abriu a final da Conferência Leste da NBA com vitória sobre o Boston Celtics por 93 a 79, na noite de segunda-feira. Com o time da Flórida em vantagem de 1 a 0, as equipes voltam a se enfrentar na quarta-feira, novamente na America Airlines Arena.

Os astros do Heat se aproveitaram da dificuldade do Celtics em encaixar a marcação para dominarem o primeiro duelo da série melhor de sete jogos. Assim, James foi o cestinha da partida com 32 pontos e ainda obteve 13 rebotes. Já Wade marcou 22 pontos e distribuiu sete assistências. Shane Battier somou 10 pontos e 10 rebotes para o Heat, que segue sem contar com Chris Bosh, lesionado. A equipe também dominou o garrafão, ao obter 48 rebotes contra apenas 33 dos adversários.

Já o Celtics, além dos problemas na marcação, sofreu com o baixo aproveitamento nos arremessos. A equipe converteu apenas 39,5% das tentativas de 2 pontos contra 50% do Heat. Jogadores fundamentais, como Paul Pierce, com 12 pontos, e Ray Allen, que fez apenas seis, tiveram atuação apagada. Kevin Garnett foi o principal destaque da equipe, com 23 pontos e 10 rebotes, enquanto Rajon Rondo somou 16 pontos e sete assistências.

Apostando desde o início do jogo em Wade e James, o Heat abriu 10 pontos de vantagem logo no primeiro quarto, vencido por 21 a 11. O Celtics, porém, reagiu no segundo período. Com boas jogadas de Garnett, a equipe conseguiu ir ao intervalo com o duelo empatar por 46 a 46.

O Heat começou o terceiro período impondo um ritmo forte, o que o levou a abrir uma confortável vantagem de 11 pontos (72 a 61) antes do começo do último quarto. Na parte final do jogo, Wade brilhou ao marcar 10 pontos, o que foi suficiente para garantir com tranquilidade o primeiro triunfo de sua equipe na decisão da Conferência Leste da NBA.

Os playoffs prosseguem nesta terça-feira com a segunda partida da final da Conferência Oeste. O San Antonio Spurs, que venceu o primeiro duelo, volta a receber o Oklahoma City Thunder no Texas.