Apresentamos hoje as estatísticas de 2004, inclusive de clássicos e grandes prêmios, lembrando aos leitores que não se trata das estatísticas oficiais que acompanham o ano hípico, com início no dia 1.º de julho encerrando dia 30 de junho do ano seguinte.

Assim, os dados que apresentamos a seguir se referem dia 1.º de janeiro a 31 de dezembro de 2004. Antes, porém, desejamos destacar que 2004 não foi um bom ano para o turfe paranaense, pois no período de 4 de abril a 9 de outubro, com reuniões domésticas e diurnas, com fraquíssimos índices de apostas, não atraindo aqueles que deixaram de comparecer ao hipódromo depois que as corridas passaram para o período noturno e, ainda, sem transmissão via satélite, marginalizou o turfe paranaense do cenário nacional.

A situação só melhorou a partir do dia 22 de outubro, quando as corridas passaram a ser realizadas nas noites de sextas-feiras, em simulcasting com a Gávea e apostas através das agências de São Paulo e Rio de Janeiro, mas lamentavelmente apenas duas vezes por mês.

Com o fracasso das negociações com a Sonae para a construção do Shopping, na parte dos fundos do hipódromo, a esperança é a parceria com a Codere, desde de que o Jockey Club consiga autorização para transmissão de suas corridas para o exterior, o que não será fácil.

Um ano difícil para o Jockey Clube do Paraná, que sem condições financeiras para pagar seus compromissos sofre protestos de seus credores.

O mandato da atual diretoria vai até o mês de março, quando haverá eleição para os novos dirigentes do Jockey Club, mas o ideal seria com apenas uma chapa, a fim de não dividir as forças do quadro social da entidade turfística mais antiga do Brasil.

Jóquei

Aprendiz

Raphael Paloma, aprendiz de grande futuro, demonstrou sua categoria vencendo vinte corridas, em 2004, dando um grande passo para conquistar as vitórias para deixar a Escola de Aprendizes.

Destaque

O jóquei Jair Jesus não figurou entre os primeiros na estatística geral, mas merece referência especial, pois foi o jóquei que conseguiu maior número de vitórias em provas oficiais, com oito triunfos, demonstrando que com maior empenho poderia figurar bem melhor na estatística geral. Qualidades não lhe faltam.

João Sampaio Cardoso, correto e competente, destacou-se entre os jóqueis que atuaram em 2004, conseguindo 32 vitórias, sendo 5 em corridas do calendário oficial, entre as quais a Prova Especial Duque de Caxias, com La Motte, do Stud Lu e Léo, que foi apresentada por Luiz Roberto Feltran.