O mexicano Juan Manuel Márquez conquistou mais uma vitória na sua extensa carreira de sucesso no boxe. Na noite de sábado, ele derrotou o norte-americano Mike Alvarado por decisão unânime dos árbitros, em luta realizada no The Forum, em Inglewood, na Califórnia, nos Estados Unidos, e válida pelos pesos meio-médios.

Márquez, agora com um cartel de 56 vitórias, sete derrotas e um empate, castigou Alvarado em 12 rounds, com brilhante técnica e poder demolidor. Ele o derrubou no oitavo round e se recuperou de uma queda no nono para terminar a luta com uma vitória contundente.

O mexicano estremeceu Alvarado com um golpe de direita exatamente antes do fim da luta, selando um novo triunfo do pugilista de 40 anos e que foi campeão em quatro divisões distintas. Os juízes Max De Luca e Julie Lederman atribuíram a vitória por 117 a 109 para Márquez, enquanto Robert Byrd, deu 119 a 108.

A vitória pode ter sido o último passo antes de uma quinta luta contra Manny Pacquiao. O triunfo de Márquez sofre o filipino em dezembro de 2012 foi o momento ápice da carreira do mexicano, mas o dinheiro pode forçá-lo a incluir um quinto capítulo na rivalidade entre os boxeadores.

A luta também valeria o cinturão dos meio-médios da Organização Mundial de Boxe. Márquez, porém, disse que deseja descansar primeiro. “Eu não sei por agora, mas qualquer decisão que tomarmos vai ser boa para mim, minha família e os fãs mexicanos”, afirmou.

Alvarado, agora com 34 vitórias e três derrotas, nunca entrou no ritmo e não conectou grandes golpes, exceto pelo de direita que mandou Márquez à lona. “Foi uma má experiência estar de frente a uma lenda”, declarou. “Foi uma grande luta”, completou.