O atacante português Cristiano Ronaldo renovará com o Manchester United em 127 milhões de euros, o que lhe garantirá 9,3 milhões de euros pelas próximas seis temporadas, divulgou o jornal AS.

Com o novo acordo, o Manchester pretende se proteger contra o "Caso Webster", que permite que jogadores que não têm cláusulas de rescisão possam romper seus compromissos unilateralmente, desde que restituam seus clubes com a quantia que receberiam até o fim do contrato.

A sentença recebeu esse nome em referência ao zagueiro escocês Andy Webster, primeiro jogador a reivindicar rompimento de contrato antes do término.

Para evitar que Cristiano Ronaldo se torne um novo Webster, o Manchester ainda incluiu no documento uma "cláusula bônus", segundo a qual o jogador ou o clube contratante deveria pagar uma taxa extra em caso de desvinculação com a equipe inglesa.