Alejandro Sabella não deixou que a imprensa acompanhasse o treino desta quinta-feira, e o que se viu, do alto de um morro próximo à Cidade do Galo, em Belo Horizonte, não permitiu tirar nenhuma conclusão do time que enfrenta a Bélgica, neste sábado, em Brasília, pelas quartas de final da Copa do Mundo. Houve apenas um trabalho físico e os jogadores brincaram de futevôlei. Mas, para um dos intregantes da seleção argentina, a atividade valeu muito.

Sergio Agüero participou de mais um treino com bola e mostrou que está recuperado da lesão muscular que sofreu na coxa esquerda, no último jogo da primeira fase. Segundo a Associação de Futebol da Argentina (AFA), o atacante já recebeu alta do departamento médico. Assim, poderia ficar como opção no banco de reservas e, quem sabe, jogar alguns minutos caso seja necessário. De qualquer maneira, a recuperação dele não interfere na escalação do time para enfrentar a Bélgica.

Sabella vai comandar nesta sexta-feira um último treino antes do jogo no Estádio Mané Garrincha. A imprensa só terá acesso aos primeiros 15 minutos da atividade (aquecimento). Depois, o técnico deve comandar um trabalho tático.

Após a vitória contra a Suíça, pelas oitavas de final, os jogadores argentinos apenas descansaram e realizaram trabalhos físicos leves, como o desta quinta-feira. O desgaste foi a principal consequência de a classificação às quartas de final ter sido obtida apenas nos últimos minutos da prorrogação.

No treino desta quinta-feira, o lateral-esquerdo Basanta fez um trabalho à parte, de disputas de mano a mano. Ele será o substituto de Rojo, suspenso pelo segundo cartão amarelo. Sabella pode promover outras mudanças na equipe para o jogo decisivo contra a Bélgica. A Argentina tenta superar os belgas para voltar a disputar uma semifinal de Copa do Mundo depois de 24 anos.