O Campeonato Italiano começa neste fim de semana com a Juventus aparecendo como favorita absoluta ao bicampeonato, com um Milan tentando se reorganizar depois da saída de suas principais estrelas, com a Inter de Milão fortalecida em relação a última temporada, além de outros candidatos a surpresa.

A Juve, que foi a última campeã italiana, vem com força para repetir a conquista, já que manteve sua base e contratou reforços pontuais, como o volante ganês Kwadwo Asamoah, ex-Udinese, os meias Sebastian Giovinco, ex-Parma, e Paul Pogba, ex-Manchester United, além do zagueiro brasileiro Lúcio, ex-Inter de Milão.

A ‘Velha Senhora’ estreia contra o Parma neste sábado no Juventus Stadium, e conta com a categoria de Andrea Pirlo, ‘maestro’ da equipe e peça fundamental no título da temporada passada. Por outro lado, os torcedores terão que se acostumar com a ausência de Alessandro Del Piero, ídolo da equipe e que não renovou o contrato com a equipe

Quem corre por fora é a Inter de Milão, que chega de cara nova, com a chegada dos atacantes Antonio Cassano e Rodrigo Palacio, dos meias uruguaios Álvaro Pereira e Walter Gargano, além do goleiro esloveno Samir Handanovic.

A Inter também conta com o retorno de empréstimo do jovem Philippe Coutinho, que atuou no Espanyol na última temporada e agora tem sua chance no time de Milão.

A equipe enfrenta o Pescara, campeã da última edição da segunda divisão, na primeira rodada do Italiano, fora de casa, no próximo domingo.

O Milan, por sua vez, terá o desafio de manter o alto nível mesmo sem suas principais estrelas, após a venda do zagueiro Thiago Silva e do centroavante Zlatan Ibrahimovic, ambos para o Paris Saint Germain, além da saída de jogadores consagrados como Seedorf, Nesta, Gattuso e Inzaghi. A meta é, pelo menos, conquistar uma vaga na próxima Liga dos Campeões.

O time milanês contratou o meia Ricardo Montolivo, o zagueiro colombiano Cristian Zapata e o atacante Gianpaolo Pazzini na tentativa de suprir a falta dos seus astros.

Os ‘rossoneros’ estreiam no próximo domingo contra a Sampdoria no estádio San Siro.

O Napoli manteve grande parte de sua base, mas perdeu o argentino Ezequiel Lavezzi, vendido para o PSG, e contratou apenas o meia suíço Behrami. O time enfrenta em seu primeiro jogo no Italiano, o Palermo, fora de casa.

Com um pouco menos de pompa, Udinese, Roma e Lazio aparecem como candidatas a uma vaga na Liga dos Campeões, e curiosamente, todas as três equipes se reforçaram com muitos brasileiros.

A Roma, que enfrenta o Catania no Estádio Olímpico, contratou os zagueiros Leandro Castán e Marquinhos junto ao Corinthians, e conta com outros reforços, como o promissor atacante Matias Destro e o lateral Federico Balzaretti.

Já a Udinese, que resolveu buscar três reforços no futebol carioca – os volantes Willians, ex-Flamengo, e Allan, ex-Vasco, além do meia Maicosuel, ex-Botafogo, estreia no sábado contra a Fiorentina, em casa. A equipe pode poupar atletas por causa do duelo de volta da fase preliminar da Liga dos Campeões, contra o Braga, em casa. No jogo de ida, as equipes empataram em 1 a 1.

A Lazio, que visita a Atalanta no domingo, manteve a base da equipe, que tem o meia brasileiro Hernanes como destaque, e contratou o brasileiro Éderson junto ao Lyon. A equipe tenta superar as frustrações da última temporada e finalmente conseguir uma vaga na Liga dos Campeões.

Outro destaque do Campeonato Italiano são as voltas dos tradicionais Torino e Sampdoria, que estavam disputando a segunda divisão da competição.

O lado negativo, é o escândalo de apostas e manipulações que assolou o futebol da Itália e causou perda de pontos para o Siena (-6), Atalanta (-2) e Torino e Sampdoria (-1). Outro punido foi o técnico da Juventus Antonio Conte, suspenso por 10 meses.

A rodada deste fim de semana é a primeira das 38, que serão disputadas por 20 clubes, em turno e returno.