A candidatura olímpica de Istambul aos Jogos de 2020 anunciou nesta segunda-feira que assinou contratos de patrocínio com sete empresas turcas em acordos que vão render US$ 20 milhões. Os organizadores ressaltaram que os contratos comprovam a força econômica do país em um momento de incerteza financeira mundial.

O comitê de Istambul apontou o acordo como um “marco” por se tratar do maior investimento do setor privado no esporte da Turquia, declarando que ele mostra o país como um novo mercado com potencial lucrativo e fonte de receitas para o movimento olímpico.

As sete empresas que apoiam a candidatura de Istambul são Turkish Airlines, Turkcel, Digiturk, Dogus Group, Koc Holding, Sabanci Holding e Ulker. O orçamento da campanha de Istambul é de US$ 55 milhões. “Isso reflete o crescimento econômico notável que a Turquia tem experimentado nos últimos cinco anos”, disse Hasan Arat, chefe da candidatura olímpica.

Esta é a quinta tentativa de Istambul para sediar a Olimpíada, após quatro fracassos anteriores. A cidade turca tenta ressaltar sua força econômica como um elemento-chave para se diferenciar das rivais Madri e Tóquio. A Espanha atravessa uma profunda crise financeira, enquanto o Japão está tentando sair de um período de estagnação econômica.

As três cidades apresentaram seus dossiês ao Comitê Olímpico Internacional (COI) no início deste mês. A sede dos Jogos de 2020 será escolhida no dia 7 de setembro em Buenos Aires.