O técnico Luis Enrique pode ganhar um problema para escalar o Barcelona diante do Levante neste domingo, no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol. O meia Iniesta, gripado, não participou do treinamento da manhã deste sábado e só terá sua escalação ou ausência confirmada horas antes do confronto.

Após um dia de folga, os atletas se reapresentaram neste sábado e o zagueiro Gerard Piqué voltou a trabalhar normalmente. Ele havia feito apenas uma atividade de recuperação na quinta, por conta de dores na região lombar. Com isso, os únicos desfalques confirmados do Barcelona para a partida são o brasileiro Douglas e o belga Vermaelen, lesionados.

Mas a perspectiva de perder Iniesta para o duelo não desanimou Luis Enrique. Empolgado com a evolução recente do Barcelona, o treinador não poupou elogios na entrevista coletiva deste domingo. Em especial, ao ataque, que ele avaliou ser o melhor do mundo, pelo menos taticamente.

“Temos o melhor ataque posicional do mundo. Me fale uma equipe que ataque melhor taticamente que o Barcelona. Somos os mais acostumados a atacar contra dez defensores. É o que mais trabalhamos. Não há nenhuma equipe que tenha tantas possibilidades e recursos como o Barça”, opinou.

O único assunto que parece incomodar um pouco o treinador é o “caso Neymar”. Mas Luis Enrique crê que a situação política do clube não vá influenciar os jogadores dentro de campo, mesmo depois de o presidente Josep Maria Bartomeu ter sido interrogado na última sexta sobre uma possível fraude na contratação do brasileiro.

“Espero que o julgamento pelo caso Neymar não influencie. Creio que não vai influenciar. A equipe está acostumada à polêmica. Bartomeu foi acusado como qualquer pessoa. Ser acusado não significa nada mau. Logo veremos a decisão que tomará o juiz”, disse.