Suspenso preventivamente por 30 dias, por uso de cocaína, o goleiro Rodolfo deverá ter um novo exame antidoping positivo. Desta vez, ele foi flagrado na partida na qual o Atlético foi derrotado por 1 x 0 pelo Ceará, no dia 26 de de junho, em Fortaleza. Anteriormente, ele já havia sido apanhado, no jogo com o CRB, dia 9 de junho, em Natal. O novo teste realizado pelo jogador foi confirmado pelo advogado do Atlético, Domingos Moro. Ele ressaltou, porém, que ainda aguarda o resultado da contraprova. “Por enquanto só saiu a prova. A contraprova só deve ter resultado divulgado entre os dia 15 e 17 de agosto”, disse.

A existência de mais um resultado positivo pode complicar a situação do goleiro, perante a justiça desportiva. Ele deve ser considerado reincidente e corre o risco até de banimento do esporte, de acordo com as normas internacionais de antidopagem. Moro já havia antecipado, na semana passada, a possibilidade de Rodolfo cair novamente no antidoping, o que veio a se confirmar. “Uma pessoa que é dependente químico, não tem como não aparecer novo resultado”, disse.

Julgamento

O primeiro julgamento do goleiro deve acontecer na próxima segunda-feira, em comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) segundo informações da CBF. Moro não confirmou a data, mas disse que ficará satisfeito se ela for ratificada.