Estudar a viabilidade de manutenção de peças importantes para o time, que estão com o vínculo próximo do encerramento, faz parte do planejamento de um clube. E isso já está sendo colocado em prática no Atlético.

Do elenco de aproximadamente 35 atletas, que treinam diariamente no CT do Caju, 16 deles têm contrato para encerrar entre dezembro de 2009 e 2010. Alguns terão os vínculos estendidos e outros serão dispensados, como ocorre em todo o clube.

Até o final deste ano encerram-se os contratos de Nei, Wesley, Rafael Miranda e Paulo Baier, todos titulares atualmente. Também de Everton, Rodrigo Tiuí e Brasão, jogadores que sequer foram testados ainda. A garotada que subiu da base está garantida por mais algumas temporadas.

Negociação

De acordo com o diretor de futebol do Rubro-Negro, Ocimar Bolicenho, a boa fase que o time atravessa dá a oportunidade para que a diretoria inicie o trabalho de planejamento para o próximo ano.

A prioridade é a manutenção dos atletas considerados titulares. As negociações mais fáceis devem ser com Paulo Baier e Rafael Miranda. Baier é detentor dos seus direitos.

“O clube sabe da minha intenção de permanecer, mas ainda não conversamos. Me sinto bem aqui, estou bem na cidade e a família gostando. O clube dá totais condições de trabalho. Tenho contrato até o final do ano, o passe é meu e fica mais fácil de conversar, o que deve acontecer no próximo mês”, afirmou.

Segundo o atual ídolo da equipe, não há nada que impeça o entendimento entre as partes. “Minha intenção está bem clara e passei isso para o meu procurador. Lógico que já começam a surgir sondagens, mas pretendo ficar um bom tempo por aqui. Espero que dê tudo certo para eu continuar”, disse Baier explicando que sondagens são comuns.

Vontade

Rafael Miranda poderá ter a negociação facilitada, porque seu vínculo com o Galo Mineiro será encerrado no final da temporada. “Tenho total interesse em continuar no Atlético ano que vem. Estou conquistando meu espaço, fiz grandes amigos e a torcida tem me recebido bem. Então, as chances de eu ficar são grandes, até porque meu vínculo com o Atlético Mineiro está acabando e não vai ter problemas. Depende da diretoria daqui. Ainda não houve conversa, mas por mim já teria renovado com o Atlético”, concluiu.