O Flamengo deve ter diversas mudanças para enfrentar o Figueirense, nesta quinta-feira, no Morumbi. Deverão ser pelo menos quatro mudanças com relação ao time que, no domingo, também no estádio do São Paulo, não saiu de um empate murcho, sem gols, com o Santos. Felipe, André Santos e Elano, três dos baluartes do elenco, estão de volta.

O goleiro havia sido afastado porque faltou a um treino da semana passada, alegando que acreditava que a atividade, marcada para a manhã, na realidade aconteceria à tarde. Ele acordou na hora do almoço e só então foi localizado pela diretoria. Passada uma semana, foi perdoado.

A entrada de André Santos no time, por sua vez tem a ver com a saída de Chicão. O zagueiro tem restrições físicas e será poupado para o jogo contra o Cruzeiro, domingo. Por isso, Samir vai ser deslocado da lateral-esquerda para a zaga, abrindo espaço para André Santos, que vinha ficando no banco.

No ataque, Alecsandro, que desfalcou o time diante do Santos, treinou entre os titulares. Ele marcou três gols no coletivo desta manhã, mas deixou o campo do Ninho do Urubu mancando. Mattheus, filho de Bebeto, entrou no seu lugar. O garoto de 19 anos, a quem o pai dedicou um gol na Copa de 1994, só fez dois jogos como titular desde 2012, quando surgiu.

A outra novidade no time é o retorno de Elano, que estava afastado por lesão muscular. Assim, o Flamengo deverá jogar diante do Figueirense com: Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Elano; Paulinho e Alecsandro (Mattheus).

O Flamengo manda o jogo contra o Figueirense no Morumbi porque não pode utilizar o Maracanã, entregue à Fifa. A ideia da diretoria é atrair novos sócios-torcedores que moram em São Paulo. A equipe é apenas a 16.ª colocada do Brasileirão, com seis pontos em sete rodadas.