Em mais um dia de poucas ondas no Havaí, a organização do Pipe Masters optou por não realizar competições nesta segunda-feira, em Pipeline. O vento forte até diminuiu e alguns surfistas, como o brasileiro Gabriel Medina e o australiano Mick Fanning, entraram no mar para pegar algumas ondas. Essa terceira etapa da competição, prevista para começar no sábado, foi adiada pelo terceiro dia seguido.

O maior problema para a realização do evento é que, como a ondulação está vindo do norte, complica um pouco a formação dos famosos tubos na praia. Tanto que Medina e Fanning fizeram mais manobras de batidas na onda em seus treinamentos, porque os tubos simplesmente não apareciam.

Para piorar a situação, as previsões para a semana não são animadoras. Na terça-feira o chamado de avaliação do mar será feito às 6h45 (14h45 horário de Brasília), mas a possibilidade de não haver competição neste dia é muito grande. Tudo indica que somente na quinta-feira a competição será reiniciada, mas, como o tempo muda muito neste lugar do Oceano Pacífico, tudo é possível.

O Pipe Masters parou na terceira fase, em meio à disputa do título mundial da temporada. Medina está escalado para a sexta bateria, Fanning para a nona e o norte-americano Kelly Slater para a última, a 12ª. Faltam 27 baterias no total, o que significa um dia e meio de competição. O prazo para encerramento da janela do evento vai até o próximo sábado.