O empate por 0 a 0 contra a Ferroviária, em Araraquara (SP), neste domingo, pela sétima rodada do Campeonato Paulista, decepcionou o torcedor do Palmeiras. A atuação do time do técnico Felipão ficou muito abaixo da qualidade do elenco palmeirense.

De positivo em Araraquara apenas a estreia do meia-atacante Ricardo Goulart, principal reforço do clube para esta temporada. Ele entrou no início do segundo tempo, no lugar de Felipe Pires, que acabara de entrar no intervalo na vaga de Carlos Eduardo, mas se lesionou.

“Me senti bem, fico feliz pela estreia, mas triste pelo empate. Sabíamos que íamos encontrar um jogo difícil, mas nos esforçamos ao máximo. Estou ficando 100%, melhorando a cada dia. Fizemos um trabalho intenso. Conseguimos antecipar uns 10 dias (a estreia). A evolução foi muito boa”, analisou Ricardo Goulart.

Saiu dele a melhor chance do Palmeiras no segundo tempo, quando deixou Borja na cara do gol, mas o colombiano chutou para boa defesa do goleiro Tadeu. A atuação curta foi aprovada por Felipão. “O Goulart entrou bem, dentro do normal, depois de estar três, quatro meses sem jogar. Normal que tenha ainda alguma coisa que vá mudar nas próximas semanas, mas foi bem”, afirmou.