A chegada do atacante Santiago Garcia, do Nacional, do Uruguai estava prevista para acontecer até amanhã, mas com o fechamento do aeroporto de Montevidéu, por conta da fumaça expelida pelo vulcão chileno, pode ser adiada.

O diretor de futebol Alfredo Ibiapina espera a liberação dos voos para o país vizinho para finalizar a negociação e trazer o atacante. “Estamos terminando a negociação, mas tem esse problema que não depende de nós. É para ele chegar esta semana”, reforçou o diretor.

O atacante Mota, de 30 anos, que estava no Pohang Steelers, da Coreia do Sul, também tem chegada prevista para amanhã, quando deve iniciar os exames médicos. Porém, a dupla só ganhará condições de jogo a partir de 20 de julho, quando abre a janela de transferências internacionais.

E de acordo com Ibiapina, Mota chega preparado para jogar. “Ele fez todos os jogos este ano e nem precisa de referência. Foi campeão Brasileiro pelo Cruzeiro (em 2003), o Adilson trabalhou com ele e conhece. Estava no Ceará ano passado”, disse Alfredo.

Despedida

E se dois estão chegando, mais um deixa o Furacão. Héverton teve sua transferência para o futebol coreano confirmada pelo Atlético. A proposta foi feita diretamente à Portuguesa que detém os direitos econômicos do atleta e com cláusula de liberação por parte do Furacão em caso de negociação internacional, Héverton teve de ser liberado.

Assim, Paulo Baier, Madson e Branquinho seguem como únicas opções ofensivas de meio-campo. Outras saídas confirmada são do zagueiro Gabriel, que já estava fora dos planos e foi para o Guarani, e do volante Alan Bahia, que voltou de empréstimo do Al-Khor, do Qatar, e agora vai defender o Goiás. Alan Bahia tem contrato com o Furacão até outubro de 2012.