O Vasco anunciou nesta quinta-feira o retorno do lateral-esquerdo Ramon, de 29 anos, que desde 2013 jogava no futebol da Turquia. O atleta teve passagem pelo clube cruzmaltino entre 2009 e 2011, período no qual participou das conquistas da Série B do Campeonato Brasileiro (2009) e da Copa do Brasil (em 2011).

No entanto, o atleta deixou a equipe no fim da temporada de 2011 bastante magoado – disse que foi acusado de traidor por jogar no arquirrival Flamengo -, fez declarações polêmicas e chegou a confirmar em uma entrevista que era rubro-negro de coração, palavras que motivaram a ira do torcedor vascaíno. Agora, na volta ao clube de São Januário, Ramon enfatiza a alegria por estar novamente no time que o projetou e pede uma nova oportunidade à coletividade alvinegra.

“Primeiramente, tenho que pedir desculpas por tudo que eu falei. Às vezes, quando a gente é jovem, comete erros e com a maturidade, a experiência, a gente vê que não era para ter falado. Fui ingrato, errei e estou aqui de coração aberto para pedir desculpas. O Vasco foi o clube que me fez ser quem sou, me projetou nacionalmente e, dentro de campo, sempre dei o meu máximo. Estou de volta para fazer isso e conto com o apoio e a colaboração de vocês”, frisou o jogador em vídeo postado nas redes sociais do clube cruzmaltino.

Além dos títulos com o time do Vasco, Ramon também ergueu taças no Internacional (Campeonato Gaúcho de 2008 e Copa Sul-Americana de 2009), Corinthians (Campeonato Brasileiro de 2011, Copa Libertadores e Mundial de Clubes da Fifa de 2012) e Flamengo (Copa do Brasil de 2013).

O elenco do Vasco segue em preparação para a partida contra o Coritiba, neste domingo, às 19 horas, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, válida pela 11.ª rodada do Brasileirão, competição na qual os cariocas ocupam a sexta posição na tabela de classificação, com 15 pontos.

A equipe terá o desafio de obter a primeira vitória fora de casa no campeonato e, para esta missão, o técnico Milton Mendes não poderá contar com o atacante Luis Fabiano, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Thalles deverá ser o substituto.