São Paulo – Depois de conquistar a prova de solo na etapa de São Paulo da Copa do Mundo de ginástica artística, Daiane dos Santos prepara uma coreografia ainda mais complicada para o Mundial da Austrália, em novembro. Além do duplo-twist carpado e do duplo-twist esticado, a atleta vai incluir um novo elemento: o Tsukahara, um mortal de costas.

?O Oleg (Ostapenko, técnico ucraniano que comanda a seleção brasileira) quer complicar ainda mais minha série para o Mundial da Austrália. Desde a segunda passada, ele quer incluir um Tsukahara, ou seja, uma pirueta com mortal de costas?, afirmou Daiane dos Santos, que é a atual campeã mundial no solo.

Daiane afirmou que já está treinando com o novo elemento. O objetivo de Oleg Ostapenko é aproveitar a explosão de Daiane para executar novos movimentos. A coreografia ?Brasileirinho?, em princípio, será mantida.

?Vou manter o ?Brasileirinho?. É o que eu quero. Ele tem só pouco mais de um ano e é competitivo. E, pelo menos até agora, não me disseram nada sobre eu ter que trocá-lo?, afirmou a gaúcha. Daiane volta a competir no Brasileiro, de 5 a 8 de maio, em Belém do Pará.

Em Curitiba, nos treinos puxados, é o técnico Oleg Ostapenko quem faz a diferença para a atleta: ?Parece que a gente tinha de se encontrar. É uma relação muito mais do que atleta e técnico; já é como pai e filha. Ele sabe quando eu estou mal. Assim como eu também sei quando as coisas não estão bem para ele.?