O Sevilla não conseguiu fazer valer o mando de campo e a vantagem de jogar por um empate sem gols nesta terça-feira e acabou sendo eliminado da Liga dos Campeões. O time dos brasileiros Luis Fabiano, Renato e Adriano foi derrotado pelo CSKA, da Rússia, por 2 a 1, no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán.

A equipe espanhola havia empatado o jogo de ida, em Moscou, por 1 a 1, e avançaria às quartas de final caso empatasse em 0 a 0. Os confrontos da próxima fase da competição serão definidos em sorteio, na sexta-feira. Os jogos serão disputados nos dias 30 e 31 de março (ida), e 6 e 7 de abril (volta).

Nesta terça, o Sevilla tinha todas as condições de superar o CSKA e conquistar a classificação diante de sua torcida. Contudo, os donos da casa foram surpreendidos pelos visitantes, que contaram com uma falha feia do goleiro espanhol Andrés Palop no segundo gol.

A contagem foi aberta aos 38 minutos de jogo. Necid recebeu passe de Honda e bateu colocado, deixando os russos na frente. O Sevilla conseguiu o empate três minutos depois, com gol de Perotti.

O placar levava o confronto para a prorrogação. No entanto, Honda tratou de acabar com a igualdade no marcador logo aos 10 minutos do segundo tempo. Ele bateu falta de longe, e viu Palop aceitar o gol.

O erro do goleiro desanimou o Sevilla, que ensaiava uma pressão sobre os visitantes. Os espanhóis precisavam fazer dois gols para alcançar a classificação. Sob o comando de Luis Fabiano e Kanouté, o Sevilla partiu para o ataque de forma organizada, nos minutos finais, e não conseguiu alterar o placar.