A paralisação do futebol por causa da pandemia de coronavírus abreviará a passagem, já prevista para ser curta, do lateral-direito Yan Couto pela equipe profissional do Coritiba.

Negociado com o Manchester City, da Inglaterra, na maior venda da história do clube, a revelação pode sair com apenas dois jogos com a camisa coxa-branca, totalizando 159 minutos.

Após se destacar no Mundial sub-17 pela seleção brasileira, Couto estreou no time profissional do Coritiba no dia 21 de fevereiro, contra o Cianorte, quando entrou em campo aos 34 do primeiro tempo. No total ficou em campo nesta partida, em casa, durante 62 minutos.

+ Podcast De Letra: O efeito coronavírus no futebol

No jogo seguinte do Paranaense, pela nona rodada, o lateral-direito foi titular pela primeira vez, no empate em 1×1 com o Toledo fora de casa, no dia 29 de fevereiro. Yan Couto jogou durante todos os 97 minutos, já somando os acréscimos.

Nas duas rodadas seguintes antes da paralisação, contra PSTC e o clássico Atletiba, a revelação não foi utilizada, somando assim 159 minutos, mas sem gol ou assistências.

+ Os ganhos e as perdas do Coritiba durante a parada do futebol

Como a previsão é que o jogador se apresente na Inglaterra em junho, quando completa 18 anos, há a possibilidade dele não jogar mais pelo Coxa, dependendo do tempo de paralisação por causa da pandemia.

Yan Couto foi vendido para o Manchester City por seis milhões de euros, o equivalente a R$ 30 milhões, sendo a maior venda da história do clube. Este valor, no entanto, pode ainda dobrar dependendo de bônus por metas cumpridas.

+ Mais do Coxa:

+ Hélio Cury diz que Paranaense será decidido no campo
+ Coritiba faz reembolso pra quem comprou ingresso pro Atletiba
+ Coritiba troca patrocínios do Couto por avisos sobre coronavírus