Um dos principais desafios do técnico Ney Franco nesta volta ao Coritiba será mudar o retrospecto do clube como visitante. Se dentro do Couto Pereira o Coxa vem se impondo, fora dele a realidade é outra. Desde que retornou à Série A em 2011, a equipe tem tido muitas dificuldades como visitante, com um aproveitamento próximo de 20%.

“Tem de desenvolver o projeto para ganhar fora de casa e nós conseguimos isso muito bem no Vitória em 2013. Uma equipe que jogava dentro e fora de casa para cima”, lembrou Ney Franco. “A equipe se ajustou naquele momento e deu certo. Os números de resultados obtidos fora de casa foram grandes e esperamos conseguir isso agora”, acrescentou.
A referência do treinador tem a ver com o aproveitamento de 50% com o time baiano fora do Barradão. Em dez partidas, o Vitória venceu quatro jogos, empatou três e perdeu três. Resultados fundamentais para o time pular da 16ª colocação para o quinto lugar, chegando a brigar por uma vaga na Libertadores.

Este foi um dos melhores desempenhos como visitante no Brasileiro de Ney Franco nos últimos anos. No mesmo Vitória no ano passado, por exemplo, o rebaixamento ocorreu com 25,6% conquistados fora de casa, com três vitórias em 13 jogos. No Flamengo, na mesma temporada, um empate e duas derrotas em três jogos (11,1%). Em 2013, no São Paulo, também em três partidas, com uma vitória e dois empates (55,5%). No tricolor paulista em 2012, foram 15 jogos e só quatro vitórias (35,5%). “2014 foi o meu pior ano como profissional”, admitiu.

Feijão com arroz! Leia mais do Coxa na coluna do Massa!