Apesar de ter, neste início de temporada, alguns problemas de jogadores machucados, caso do atacante Kléber, o técnico Gilson Kleina, aos poucos, está ganhando opções interessantes para montar o Coritiba para a sequência do ano. Na goleada sobre o Paraná Clube, o ele lançou o atacante Ortega – e o paraguaio deu uma resposta positiva, solucionando, por ora, a ausência do Gladiador, que é ainda o artilheiro do Campeonato Paranaense.

O treinador alviverde afirmou que ficou provado a necessidade de atuar com um jogador de referência na área, papel que está sendo bem desempenhado por Kléber. “Nossa equipe necessita de um homem de referência. Se você pegar as características do Negueba, do Leandro, do Juan e do Dudu, são jogadores que verticalizam, mas para verticalizar, a bola precisa parar um pouco lá na frente”, explicou Kleina, que ressaltou a dificuldade nos últimos jogos.

Na estreia com a camisa coxa-branca, Ortega teve uma boa atuação e já caiu nas graças do torcedor. O centroavante paraguaio também foi bastante elogiado pelo técnico Gilson Kleina. “A entrega do ortega vai contagiar a torcida, está no DNA dele. É um jogador que briga o tempo todo, não tem bola perdida. É um jogador que vamos ter que entender que precisa de ritmo e sequência. Espero que ele possa ter essa manutenção na equipe. O trabalho feito pela preparação física para colocar o Ortega em condições físicas para jogar foi espetacular”, concluiu Kleina.