Com a chance remota de voltar ao G4 da Série B do Campeonato Brasileiro, o Coritiba vai entrar em campo pressionado neste sábado, diante do São Bento, às 16h30, no Couto Pereira. Não apenas pela situação incomoda na tabela, já que a nona posição que ocupa atualmente é a pior desde a terceira rodada da competição, mas, sobretudo pelas atuações inconstantes que tem norteado a campanha do time comandado pelo técnico Eduardo Baptista na competição.

O Coxa está bem longe de alcançar seu primeiro objetivo traçado internamente para a Série B. O Alviverde queria, ao final do primeiro turno, estar consolidado no G4 e com boa vantagem para o quinto colocado. Além de não estar conseguindo os resultados positivos fora de casa, o Verdão viu seus concorrentes vencerem nas últimas rodadas e isso aumentou a pressão sobre a equipe.

O Coritiba, na verdade, apesar de estar ocupando a nona posição, está apenas três pontos atrás do Avaí, o quarto colocado, mas com uma partida a menos que os catarinenses. Por isso, para conseguir seguir na briga pelo acesso e se consolidar no pelotão de frente, terá que começar a vencer partidas como visitante. Terá que conseguir, inevitavelmente, ser mais regular na sequência da competição nacional.

“Tem que ter regularidade. Não só na Série B, mas em campeonatos de pontos corridos, onde você almeja grandes situações, como é o nosso caso, tem que ter regularidade. Independente de jogar dentro ou fora de casa, tem que conquistar os pontos. Não estamos conseguindo, mas, dando uma encorpada no grupo e tendo cada vez mais o entendimento do sistema de jogo do Eduardo, só temos a crescer”, apontou o zagueiro Rafael Lima.

A situação do Coxa é complicada também nos bastidores. O presidente Samir Namur não faz questão de esconder as dificuldades financeiras atravessas pelo clube e que impede o departamento de futebol de buscar contratações mais certeiras. Por ora, Eduardo Baptista ganhou o reforço de Rafael Lima e terá que se virar com o que tem em mãos. O treinador ainda segue em busca da equipe considerada ideal para a sequência da Série B.

Diante do São Bento, o Alviverde sabe que vai encontrar o torcedor desconfiado e que ainda não tem confiança que o time vai lutar até o final da Série B para retornar à primeira divisão. Tanto que no último final de semana, lideranças de torcidas foram ao CT da Graciosa cobrar a diretoria por melhores resultados.

Confira a classificação completa da Série B

Apesar de toda essa pressão que ronda o Coritiba, os resultados dentro do Couto Pereira são satisfatórios. Ao passo que ainda não venceu jogando fora de casa, o Coxa tem o melhor rendimento como mandante da Segundona, com 90% de aproveitamento atuando no Alto da Glória. Somente por isso ainda consegue brigar na parte de cima da classificação.

A meta, nesta reta final de primeiro turno, é acabar com a oscilação e atuar de forma mais competitiva. Forma essa que seja capaz de convencer de vez o torcedor de que o clube tem condições de, em 2019, voltar a figurar entre os melhores clubes do país.