Foram apenas quatro rodadas, mas o Coritiba já vive uma certa pressão na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Com cinco pontos e ocupando a modesta 11ª colocação na classificação, o time vai entrar com esse clima no duelo contra o Cuiabá, neste sábado (25), às 11h, no Couto Pereira. O confronto, que vai marcar a reestreia do meia-atacante Rafinha com a camisa alviverde, deve ter um clima de festa somente até a bola rolar. Depois, o torcedor, que deve lotar mais uma vez o Alto da Glória, deve cobrar uma vitória neste confronto direto contra a equipe do Mato Grosso.

O Coritiba, na verdade, poderia estar chegando para o embate contra o Cuiabá dentro do G4 e em uma situação bem mais tranquila. No entanto, os pênaltis desperdiçados contra Londrina e CRB nas duas últimas rodadas impediram a equipe de subir na classificação. Dois tropeços que não estavam na conta e um clima de pressão que, pelo menos internamente, o time não esperava ver tão cedo nesta Série B do Campeonato Brasileiro.

+ Leia mais: Louzer pede mais eficiência ao Coritiba após derrota pro CRB

Diante desse quadro, o retorno do meia-atacante Rafinha vem em um ótimo momento. Isto porque o Coritiba tem errado muito no último terço do campo. Diante do CRB, o time controlou a partida durante todo o tempo e, além da penalidade perdida pelo atacante Rodrigão, faltou também capricho e eficiência nas outras oportunidades que foram criadas durante a partida.

Por isso, o técnico Umberto Louzer não escondeu, após a partida, o contentamento de poder contar com o meia-atacante Rafinha para a sequência da Segundona. Não que o ídolo alviverde seja o salvador da pátria, mas certamente será o jogador com mais qualidade do setor ofensivo para acabar com a escassez de gols do clube na segunda divisão.

+ Confira também: Artilheiro do Coxa, Rodrigão falha em momento decisivo

“O Rafinha é um atleta experiente, que tem essa qualidade no último terço do campo. Contamos bastante com esse atleta. Vai dar um salto de qualidade na nossa equipe. O grupo tem crescido, a única coisa que nos tira o sono é a falta de eficiência. Hoje (segunda-feira, contra o CRB) fomos penalizados novamente por isso”, enfatizou o comandante.

Não há dúvidas de que o Couto Pereira vai estar lotado para o jogo contra o Cuiabá. A partida faz parte da promoção feita pela diretoria, que vendeu a R$ 15 o pacote de ingressos para três partidas. Foi um sucesso e o torcedor, agora já um pouco mais incomodado com os tropeços recentes da equipe, deu a resposta esperada.

+ Confira a classificação completa da Série B

O jogo diante do Cuiabá vai marcar o retorno de um ídolo. Nos últimos anos, talvez, o Coritiba não tenha tido um jogador da envergadura e da importância de Rafinha. Mas além de receber bem o camisa 7, será preciso trabalhar com o emocional dos jogadores, sobretudo para concluir melhor as jogadas e transformar a superioridade em campo em resultados positivos na sequência da Série B.

“Trabalhar primeiro o emocional, esse refinamento no último terço do campo. Temos dado segurança para os atletas. Hoje nós tomamos a iniciativa na casa do adversário e o Coritiba, por ser uma equipe grande, tem que jogar assim. Só que temos que transformar essa superioridade em gol”, concluiu o comandante.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!