Acostumado a ser decisivo nesse início de trajetória com a camisa do Coritiba, o atacante Rodrigão, com os dois pênaltis perdidos em sequência contra Londrina, semana retrasada, no Couto Pereira, e na derrota de 1×0 sofrida para o CRB, na noite desta segunda-feira (20), no Rei Pelé, em Maceió, acabou virando o responsável pelo time coxa-branca não estar dentro do G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. O camisa 9 alviverde lamentou mais uma penalidade desperdiçada, mas garantiu que não vai se abater e está focado em levar o Verdão novamente para a Série A do Brasileirão do ano que vem.

+ Derrota: Coritiba domina, mas perde para o CRB

“Não tem o que falar, né? Eu assumo isso, sou homem. Única coisa que vai reverter isso é trabalhar cada vez mais. Vou trabalhar, esquecer, já passou e já estou pensando no Cuiabá, sábado (25), às 11h da manhã. É trabalhar durante a semana firme e forte e manter a cabeça em pé. Acontece, sou atacante, vivo disso e quero acertar todas as vezes. Aconteceu nos dois jogos. Não quero errar. Acontece. Tem dias que vou ser infeliz”, lamentou Rodrigão.

+ Pro aspirante: Coxa contrata destaque do Rio Branco no Paranaense

Rodrigão foi marcado, sofreu faltas, mas desta vez ficou bem abaixo do que já produziu com a camisa alviverde. Foto: Thalita Chargel/Estadão Conteúdo
Rodrigão foi marcado, sofreu faltas, mas desta vez ficou bem abaixo do que já produziu com a camisa alviverde. Foto: Thalita Chargel/Estadão Conteúdo

Além do pênalti desperdiçado diante do CRB, ainda na primeira etapa e quando o jogo estava empatado, o camisa 9 alviverde teve outra grande chance no segundo tempo. No seu melhor estilo, o centroavante recebeu lançamento de Giovanni, ganhou dos zagueiros e, na cara do gol, parou de novo no goleiro Edson Mardden.

+ Liberou: TJPR derruba liminar e cerveja pode ser vendida nos estádios

Apesar de ter tido uma noite infeliz e até mesmo irreconhecível perto do que está acostumado a apresentar, o camisa 9 não se abala. O jogador mantém alta a confiança de voltar a boa fase, garantiu que vai honrar a sua palavra e ajudar a recolocar o Coritiba na elite do futebol brasileiro. “É trabalhar cada vez mais forte e manter a cabeça fria. Se tiver outra chance, Deus vai me abençoar e vou fazer o gol. Vou voltar a fazer os gols, deixar meu time e a torcida feliz. Eles podem ficar tranquilos. Vou trabalhar firme e forte. O objetivo de todos lá dentro do clube é subir. Vou honrar a palavra e subir o Coxa para a Série A”, reforçou o atacante coxa-branca.

+ Confira a tabela e a classificação da Série B!

Rodrigão detalhou o lance da penalidade perdida diante do CRB. Se diante do Londrina viu o goleiro adivinhar o canto, desta vez, o goleador alviverde acabou pegando mal na bola. “Não peguei bem na bola. Contra o Londrina ele sabia, tinha batido da mesma forma no primeiro jogo contra eles. Hoje (ontem) fui infeliz. Chutei mais com a trave da chuteira. Parabéns ao goleiro que pegou o pênalti. Agora é só trabalhar. Tenho que trabalhar cada vez mais forte, de cabeça erguida, para que a gente tenha o objetivo conquistado no final do ano”, arrematou.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!