Pouco mais de três anos depois de deixar o Coritiba, o atacante peruano Raul Ruidiaz voltou a ser assunto no futebol brasileiro. O jogador foi o autor do gol de mão da vitória do Peru por 1×0 sobre o Brasil, pela última rodada da fase de grupos da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, que culminou com a eliminação da seleção. No Coxa, Ruidiaz teve uma passagem discreta e não deixou saudades no torcedor. Foram apenas 12 jogos e nenhum gol marcado.

Em agosto de 2012, o atacante chegou ao Alviverde com grande cartaz e trouxe consigo o apelido de “Messi peruano”. A contratação, que aconteceu na gestão do presidente Vilson Ribeira de Andrade, até chegou a empolgar a torcida, mas bastaram alguns jogos para se transformar em decepção.

No Campeonato Brasileiro daquele ano, Ruidiaz disputou apenas oito partidas pelo Coxa e, com atuações irregulares, não conseguiu marcar nenhum gol. No ano seguinte, o centroavante peruano fez mais quatro jogos pelo Campeonato Paranaense, desperdiçou uma penalidade contra o Operário, em Ponta Grossa, e deixou o Coritiba alegando problemas pessoais, voltando para o Peru.

Mas o gol de mão feito pelo centroavante rendeu algumas brincadeiras nas redes sociais. Fotos da apresentação do jogador apertando a mão de Vilson Ribeir foram divulgadas com a frase: “Essa mão eliminou o Brasil da Copa América”.