Antes quase imbatível nos jogos no Couto Pereira, o Coritiba vê seu principal trunfo nos últimos anos começar a ruir neste Campeonato Brasileiro. A derrota por 2 x 1 para o Corinthians, domingo passado, foi a quarta em casa, em oito jogos pelo Brasileirão de 2012. O desempenho contrasta fortemente com o do ano passado, quando o time perdeu apenas duas partidas no Alto da Glória, campanha que compensou as fracas atuações como visitante e quase levou o time a conquistar uma vaga para a Libertadores.

Nos 19 jogos disputados em casa, em 2011, o Coxa conquistou 43 pontos em 57 possíveis. Venceu 13 confrontos, empatou outros quatro e sofreu apenas duas derrotas: 1 x 0 para o Atlético-GO e 4 x 3 diante do São Paulo, ambas no primeiro turno. Neste ano, em apenas oito jogos, o time já dobrou o número de derrotas. Em comparação, o aproveitamento em casa despencou, caindo de 75% no ano passado para 41%, em 2012.

A queda de rendimento como mandante preocupa o técnico Marcelo Oliveira, que espera ver o Alviverde voltar a se impor em seu reduto. “Nós precisávamos retomar o sentimento novamente de um time forte que dentro de casa é temido pelas outras equipes, pelo que ataca e marca. E não temos tido esse poder”, disse o treinador.

As condições nas quais ocorreram as derrotas também chamam a atenção. Com exceção do revés por 2 x 0 para o Fluminense, com os gols nos últimos minutos, os outros três resultados tiveram o mesmo roteiro: a equipe saiu na frente, mas não conseguiu sustentar o resultado e levou a virada. Foi assim contra o Corinthians e nas duas derrotas por 3 x 2, para Botafogo e Sport. O saldo desta má performance se reflete na classificação: O Alviverde é o 15.º colocado, com apenas 15 pontos, dois acima da zona de rebaixamento.

O momento ruim incomoda os jogadores, que não conseguem explicar a falta de resultados, apesar das boas atuações em algumas partidas. “A gente sabe que está no momento difícil. Não tem como fugir da tabela, mas a gente sabe da nossa qualidade, sabemos que estamos fazendo bons jogos, só que não estamos ganhando Às vezes é melhor não jogar tão bem e ganhar”, disse o meia Éverton Ribeiro.