O Coritiba e o Paraná Clube colocaram seus estádios à disposição de Estado e da prefeitura de Curitiba para o tratamento da população durante a pandemia do coronavírus.

O Tricolor enviou um ofício na manhã desta terça-feira (24) ao comitê que está repassando este tipo de caso à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), colocando a Vila Capanema à disposição para possível transformação em hospital de campanha.

Paraná mandou ofício liberando a Vila Capanema. Foto: André Rodrigues/Arquivo

Já o Coxa vem trabalhando desde a semana passada com a possibilidade de cessão da estrutura física, tanto do estádio Couto Pereira, como do CT da Graciosa, sendo que a disponibilização do Couto é a mais viável e tida como necessária.

+ Mafuz: Coronavírus trará grave conflito financeiro ao futebol brasileiro

O clube mantém conversas adiantadas com as autoridades e com um hospital local. Oficialmente, o Alviverde não dá mais detalhes, reforça que age por obrigação social e que não vê necessidade de se fazer publicidade em torno disso.

+ Podcast De Letra fala sobre o “efeito coronavírus” no futebol

Na semana passada, o Athletico também já havia colocado a Arena da Baixada e o CT do Caju à disposição dos órgãos públicos durante a pandemia do coronavírus. O governo estadual, inclusive, tem estudos adiantados para transformar a Baixada em hospital de campanha.

+ Mais do futebol paranaense:

+ Clubes querem férias coletivas e redução de salário por causa do coronavírus
+ Base do Coritiba quase não vem sendo utilizada em 2020
+ Quem passou e quem reprovou no vestibular do Paraná