Os clubes profissionais do futebol paranaense poderão dar uma guinada na eleição da Federação Paranaense de Futebol, que acontecerá no próximo dia 18. Na segunda-feira, os representantes de todos os times das 1.ª e 2.ª divisões do Estado estão convidados a participar de um encontro em Curitiba para discutir uma extensa pauta a ser apresentada aos candidatos à presidência da FPF. Entre os temas, estão a criação da associação de clubes profissionais de futebol do Paraná, mudança do estatuto da Federação, calendário fixo para 4 anos, renegociação do contrato com a emissora de TV que transmite os jogos do estadual.

Segundo apurou a reportagem do Paraná-Online, o conjunto de itens da proposta já teria sido apreciada por um grupo de dirigentes, que também buscou o respaldo jurídico para a sua implantação imediata, em vários assuntos. As reivindicações serão agora discutidas e aprovadas pelos demais dirigentes dos clubes que terão voto na eleição da Federação.

A criação da associação seria uma tentativa de seguir os moldes do Clube dos 13, que tem força política e representa nacionalmente os times junto à CBF e outros órgãos. Essa associação teria, entre outras atribuições, a responsabilidade de negociar financeiramente e mercadologicamente as competições promovidas pela FPF. As verbas publicitárias, como placas nos estádios, uniformes dos atletas, patrocínio para o Estadual nos próximos 4 anos, seria de sua incumbência.

Estatuto

A mudança do estatuto da FPF, tornando-o mais moderno e transparente, com a redistribuição de peso das ligas amadoras e clubes profissionais nas decisões da Federação, é outro ponto que deverá ter muita discussão. Hoje, ligas e clubes têm a mesma representatividade e peso nas votações realizadas no Tarumã.

A proposta prevê ainda a indicação de nomes pela futura associação na direção técnica da FPF e também junto à Comissão de Arbitragem. Outro ponto para apreciação dos dirigentes que participarão do encontro seria a interferência dos clubes na representação dos mesmos, junto aos membros do Tribunal de Justiça esportiva (TJD).

O encontro de segunda-feira já havia sido previamente marcado. Após essa discussão, um novo documento será entregue aos candidatos que disputam o trono da FPF. Resta agora saber, se os principais clubes do Estado se unirão e farão valer sua força junto à Federação.