A China permaneceu na primeira posição no quadro de medalhas do Mundial de esportes Aquáticos, em Roma, enquanto o Brasil caiu do nono para o 11.º lugar. Os chineses totalizam 26 medalhas, sendo dez de ouro, enquanto a Rússia tem oito e 17 no geral. Os Estados Unidos aparecem em terceiro, com seis primeiros lugares e 22 em todo o torneio.

Depois de subir do 17.º para o nono lugar com o ouro de César Cielo nos 100 metros livre, o Brasil apareceu na 11.ª posição. O país conquistou ainda uma prata com Felipe França nos 50m peito e um bronze com Poliana Okimoto, na maratona aquática de 5 quilômetros. Esta é a melhor participação brasileira em um Mundial de Esportes Aquáticos.