Paulo César Carpegiani pode se despedir do Corinthians. O treinador admitiu, nos vestiários do Morumbi, que se reunirá com a diretoria e há, sim, a possibilidade de saída. Ele chegou a colocar o cargo à disposição, mas os dirigentes não aceitaram.

O treinador queria conversar calmamente com a família e com pessoas próximas, como o auxiliar Cláudio Duarte. Ontem, suas respostas eram de duplo sentido, todas sem convicção. A torcida, que até então apoiava o treinador, pediu sua saída em coro ontem após a derrota. Muitos deles se aglomeraram no portão 1 do Morumbi e deram trabalho para a Polícia Militar. ‘Fora Carpegiani’ e ‘Time sem vergonha’ foram os maiores protestos dos torcedores. E inovaram para ironizar o atual elenco. Pediram o retorno de Ezequiel, Basílio, Biro-Biro.