Édio Füchter e João Gomes
aceleram em Indaiatuba.

Esta semana promete muito trabalho para as equipes que competem na categoria N4 do Campeonato Brasileiro de Rali de Velocidade. Duas duplas, Tino Vianna/Edu Paula e Édio Fuchter/João Gomes, ambos com carros da Subaru, se preparam para brigar pelo título da categoria nas duas últimas etapas, que acontecem sexta e sábado), em Indaiatuba, a 110 km da capital paulista.

Tino e Edu lideram a N4 com 148 pontos e também a classificação geral com 141 pontos. Se ficarem em segundo lugar duas vezes no fim de semana, eles conquistam o título da categoria, pois chegariam a 178 pontos contra 176 de Édio/João e terminariam empatados na Geral com os principais adversários em 171 pontos. Aí, Édio e João seriam campeões por terem o maior número de vitórias: 7 a 5, mas ninguém quer o segundo lugar e por isso o trabalho de levantamento das especiais começou ontem.

O percurso que as equipes vão percorrer nas últimas etapas deve ser o mais difícil de toda a temporada. As duplas vão superar 93 km por dia, distribuídos em oito especiais, com mais 120 km de deslocamentos, em um terreno difícil, de solo duro e muitas curvas em nível. Em apenas uma das especiais, pilotos e navegadores enfrentarão cinco saltos consecutivos. Na última especial tanto da sexta-feira quanto no sábado as equipes vão percorrer 2.700 metros de asfalto.

Há 21 anos correndo em ralis, o piloto Édio Fuchter diz que está preparado para o desafio. “Estou tranqüilo. Eu e o João vamos fazer o levantamento dos trechos e depois vamos tentar impor o que sabemos fazer”, disse.

Na última etapa, disputada em Ouro Branco (MG), em setembro, a dupla Édio Fuchter/João Gomes quebrou uma invencibilidade de cinco vitórias consecutivas dos líderes Tino Vianna/Edu Paula.

Para o piloto Tino Vianna, a experiência faz a diferença em momentos de decisão como esse. “Estou acostumado com pressão. A experiência nesse momento é muito importante porque ajuda a manter a tranqüilidade e o equilíbrio, que juntamente com um bom levantamento do percurso, são pontos fundamentais”, explicou.

Além da definição da N4, em Indaiatuba também assiste a definição do título na categoria A7. A disputa está dentro da equipe Seat, entre os líderes Sady Bordin/Sérgio Tarcísio e a dupla Paulo Lemos/Sérgio Lima que ocupa a segunda colocação. Independentemente de quem comemore o título a Seat já festeja a conquista do tricampeonato por equipes e se prepara para um novo desafio: participar da N4 em 2003.

Na opinião de Tino Vianna, atual líder da categoria, a futura participação da Seatna categoria deve enriquecer ainda mais o campeonato. “Acho que vai ser ótimo porque a concorrência é sempre saudável. Quanto mais equipes participarem, melhor para o campeonato”, comentou.

N2 e A6 já têm campeões

Duas categorias já definiram os campeões do CBR por antecipação: a N2 e A6. Na N2 o título ficou com os irmãos Glayson e Gladston Conselho, da equipe Bom Conselho Master Racing, iniciantes da categoria. Conhecidos, carinhosamente, como a Dupla Caipira do Rally, depois de terem colocado um chape´de palha sobre o carro, eles prometem tocar a viola em Indaiatuba.

“Não sou muito bom na viola, mas dedilho alguma coisa”, disse Gladston.

O troféu da A6 será entregue em Indaiatuba para a dupla Luís Tedesco/Sidinei Broering, da Fiat/Selenia/Yokohama. Ambos garantiram os respectivos títulos na última etapa realizada em Ouro Branco. Tedesco assegurou seu décimo título nacional.

A largada promocional da etapa do Brasileiro de Rally de Velocidade será amanhã, às 20h30, no Pepis Bar, em Indaiatuba.