enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Guia do Brasileirão

Brasileirão 2019: Confira como estão os adversários do Athletico

Competição promete equilíbrio, com diversos times querendo o título e uma outra parte na luta contra a degola

  • Por Redação / Tribuna do Paraná
Brasileirão 2019 está cheio de craques, como Fred e Everton, técnicos que buscam se firmar, como Rogério Ceni, e jogadores que tentar a volta por cima, como Caio Henrique. Fotos: Vinnicius Silva/Cruzeiro, Lucas Uebel/Grêmio, Arquivo e Lucas Merçon/Fluminense

Neste sábado (27) acontece o pontapé inicial do Campeonato Brasileiro. Serão 20 times sonhando com o título ou tentando ao menos se manter na elite. Equilíbrio que promete se manter até o final, em dezembro. Por isso, a Tribuna do Paraná fez um pequeno guia para explicar como estão os 19 adversários do Athletico na competição.

+ Vai começar o Brasileirão 2019

Atlético-MG

Ricardo Oliveira é a aposta do Galo no Brasileirão. Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Ricardo Oliveira é a aposta do Galo no Brasileirão. Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

O Atlético-MG vai começar o Brasileirão tentando juntar os cacos. Nos últimos dias, o Galo vem sofrendo com a demissão do técnico Levir Culpi, alguns ‘nãos’ para assumir o comando do time, como os de Tiago Nunes e Rogério Ceni, perdeu o título do Campeonato Mineiro e foi eliminado da Libertadores. Por isso, terá que se reconstruir ao longo da competição e aposta em alguns destaques individuais, como o artilheiro Ricardo Oliveira e os meia-atacantes Luan e Cazáres.

Time: Victor; Guga, Rever, Igor Rabello e Fábio Santos; Adílson, Elias e Cazáres; Luan, Chará e Ricardo Oliveira.
Técnico: Rorigo Santana

Avaí

Betão é o capitão do Avaí. Foto: Divulgação/Avaí

Betão é o capitão do Avaí. Foto: Divulgação/Avaí

Campeão catarinense, o Avaí está de volta à Série A após viver uma verdadeira gangorra. Subiu em 2014, caiu em 2015, subiu em 2016, caiu em 2017 e agora subiu de novo em 2018. Desta vez, quer se manter na elite e tem no técnico Geninho a experiência como trunfo. Não tem nomes muito conhecidos no elenco, mas manteve boa parte do elenco que terminou no G4 da Série B.

Time: Vladimir; Gustavo, Betão, Alef e Paulinho; Alê, Eduardo Costa, João Paulo, Marquinhos e Jéfferson Maranhão; Roberson.
Técnico: Geninho

Bahia

Cria da base, Ramires vem se destacando no Bahia. Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Cria da base, Ramires vem se destacando no Bahia. Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Nos últimos anos, o Bahia vem tentando se reestruturar. A cada ano, vai contratando nomes experientes, formando um elenco forte, mas que nunca deslancha no Brasileirão. Recentemente, contratou o técnico Roger Machado, que deu uma nova cara ao tricolor, conquistando o Campeonato Baiano e chegando às oitavas de final da Copa do Brasil. As principais peças do elenco são o meia Ramires e os atacantes Gilberto e Arthur Caike.

Time: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Douglas Augusto, Elton e Ramires; Artur, Arthur Caike e Gilberto.
Técnico: Roger Machado

Botafogo

Eduardo Barroca é o técnico do Botafogo no Brasileirão. Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Eduardo Barroca é o técnico do Botafogo no Brasileirão. Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Os primeiros meses de 2019 não foram positivos para o Botafogo. Fora até das semifinais do Campeonato Carioca, a equipe também foi eliminada precocemente da Copa Brasil, ai cair diante do Juventude. Resultados que fizeram a diretoria demitir o técnico Zé Ricardo e trazer o jovem Eduardo Barroca para comandar um elenco que tem como principais nomes Gatito Fernandez, Carli, Erick e Diego Souza.

Time: Gatito Fernandéz; Marcinho, Carli, Gabriel e Jonathan; Jean, Alex Santana e Gustavo Bochecha; Erik, Rodrigo Pimpão e Diego Souza.
Técnico: Eduardo Barroca

Ceará

Depois de defender o Paraná Clube, goleiro Richard ganhou a titularidade no Ceará. Foto: Mauro Jefferson/Ceará

Depois de defender o Paraná Clube, goleiro Richard ganhou a titularidade no Ceará. Foto: Mauro Jefferson/Ceará

Depois de se salvar do rebaixamento com muita luta, o Ceará não manteve a boa fase em 2019 e vai começar o Brasileirão do zero praticamente. Vice-campeão cearense e eliminado nas quartas de final da Copa do Nordeste, o Vozão demitiu Lisca e contratou o técnico Enderson Moreira. Para outra vez escapar do rebaixamento, o Ceará aposta em jogadores rodados, como os atacantes Roger, Bergson e Ricardo Bueno.

Time: Richard; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio e Thiago Carleto; Fabinho, Juninho, Fernando Sobral e Felipe; João Paulo e Roger
Técnico: Enderson Moreira

Chapecoense

Atacante Everaldo é uma das armas da Chape no Brasileirão. Foto: Márcio Cunha/Chapecoense

Atacante Everaldo é uma das armas da Chape no Brasileirão. Foto: Márcio Cunha/Chapecoense

Entra ano, sai ano, e a Chapecoense sempre tenta surpreender no Brasileirão. Quando menos se espera, ela vai la e faz uma campanha tranquila, sem sustos. No ano passado, porém, sofreu até o final e em 2019 não deve ser diferente. Com um elenco enxuto, o time, mesmo sendo vice-campeão catarinense, não deve ter vida fácil. O técnico Ney Franco chegou recentemente com o respaldo da boa campanha com o Goiás no ano passado na Série B. No grupo, a aposta é no volante Márcio Araújo e no atacante Everaldo.

Time: Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Campanharo; Aylon, Everaldo e Régis.
Técnico: Ney Franco

Corinthians

Danilo Avelar vem sendo um dos destaques do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Danilo Avelar vem sendo um dos destaques do Corinthians. Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Após um começo irregular, com atuações fracas, o Corinthians se encontrou. Tricampeão paulista, nas oitavas de final da Copa do Brasil e vivo na Copa Sul-Americana, o Timão reencontrou o rumo e o técnico Fábio Carille voltou a fazer um bom papel. Ainda encontra dificuldades na defesa, dependendo do goleiro Cássio, mas lá na frente, com Jadson, Vagner Love e Gustagol, promete dar trabalho aos adversários.

Time: Cássio; Fágner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso, Jadson e Sornoza; Vágner Love e Gustavo.
Técnico: Fabio Carille

Cruzeiro

Fred, do Cruzeiro, é um dos candidatos a artilheiro do Brasileirão. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Fred, do Cruzeiro, é um dos candidatos a artilheiro do Brasileirão. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Campeão mineiro, 100% na Libertadores e invicto na temporada. De fato, o Cruzeiro é a grande sensação do futebol brasileiro em 2019. Com uma base montada há três anos e o técnico Mano Menezes com o grupo na mão, a Raposa entra como uma das grandes favoritas e tem nomes experientes para levantar o caneco, como o goleiro Fábio, os meias Rodriguinho e Thiago Neves e o atacante Fred.

Time: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Lucas Romero, Henrique, Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Fred.
Técnico: Mano Menezes

CSA

Lateral-direito Apodi é um dos medalhões do CSA. Foto: Augusto Oliveira/CSA Números

Lateral-direito Apodi é um dos medalhões do CSA. Foto: Augusto Oliveira/CSA Números

De volta à Série A após 31 anos, o CSA tem como grande objetivo se manter na elite. Para bater de frente com times mais experientes, nada como trazer para o elenco peças mais rodadas. Fazem parte do time alagoano o lateral-direito Apodi, os laterais-esquerdos Carlinhos e Armero e os meias Madson e Didira. Tudo para dar segurança ao técnico Marcelo Cabo, que em um ano de clube faturou dois estaduais e um acesso.

Time: João Carlos; Apodi, Luciano Castán, Gerson e Carlinhos; Mauro Silva, Didira, Matheus Sávio, Madson e Manga Escobar; Patrick Fabiano.
Técnico: Marcelo Cabo

Flamengo

Bruno Henrique se firmou no Flamengo e vem fazendo gols. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Bruno Henrique se firmou no Flamengo e vem fazendo gols. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O Flamengo não poupou na hora de se reforçar para 2019. Trouxe o meia Arrascaeta e os atacantes Gabriel e Bruno Henrique, todos que estão correspondendo. Manteve Everton Ribeiro, Diego e Vitinho. Ou seja, na teoria, um elenco muito forte, mas que na prática está oscilando. Ganhou o Carioca sem convencer e vive situação complicada na Libertadores. Muito pouco para um time estrelado, comandado pelo técnico Abel Braga.

Time: Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Cuellar, Willian Arão, Arrascaenta, Everton Ribeiro e Bruno Henrique; Gabriel.
Técnico: Abel Braga

Fluminense

Ex-Paraná Clube, Caio Henrique virou lateral-esquerdo no Fluminense. Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Ex-Paraná Clube, Caio Henrique virou lateral-esquerdo no Fluminense. Foto: Lucas Merçon/Fluminense

O Fluminense começou o ano encantando. Os comandados de Fernando Diniz tiveram grandes atuações nos primeiros jogos, com muitos gols e indo para cima dos adversários. A postura se manteve até aqui, mas o rendimento nem tanto, perdendo diversos clássicos e ficando de fora da final do Carioca. Além disso, suou para se classificar na Copa do Brasil. Mesmo assim, tem no lateral-direito Gilberto, no meia Ganso e no atacante Pedro suas grandes esperanças.

Time: Rodolfo; Gilberto, Léo Santos, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Airton, Bruno Silva, Ganso, Luciano e Yony González. Pedro.
Técnico: Fernando Diniz

Fortaleza

Técnico Rogério Ceni é um dos principais responsáveis pela grande fase do Fortaleza. Foto: Arquivo

Técnico Rogério Ceni é um dos principais responsáveis pela grande fase do Fortaleza. Foto: Arquivo

Após 13 anos, o Fortaleza está de volta à elite. E talvez muito mais forte do que esperavam. O clube foi campeão da Série B do ano passado, campeão cearense na atual temporada e vem tendo um bom desempenho em campo com o técnico Rogério Ceni, que vem chamando a atenção. Embora não tenha um elenco renomado, os nomes mais conhecidos são Osvaldo e Edinho, vem demonstrando que pode fazer uma campanha segura no Brasileirão.

Time: Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Paulo Roberto, Felipe, Dodô, Edinho e Osvaldo; Wellington Paulista
Técnico: Rogério Ceni

Goiás

Meia Marlone reencontrou o bom futebol no Goiás. Foto: Divulgação/Goiás

Meia Marlone reencontrou o bom futebol no Goiás. Foto: Divulgação/Goiás

O Goiás jogou os primeiros quatro meses da temporada no lixo. Depois de começar o ano se mantendo invicto por um longo tempo e dominando o Estadual, acabou amargando o vice-campeonato para o Atlético-Go e foi eliminado cedo na Copa do Brasil. O que culminou na queda do técnico Maurício Barbieri, substituído por Claudinei Oliveira. No elenco, atletas rodados, como o goleiro Sidão e os meias Marlone e Giovanni Augusto

Time: Sidão; Kevin, Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Michel, Léo Sena, Geovane, Marlone e Giovanni Augusto; Leandro Barcia.
Técnico: Claudinei Oliveira

Grêmio

Everton, do Grêmio, pode ser um dos craques do Brasileirão. Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Everton, do Grêmio, pode ser um dos craques do Brasileirão. Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Nunca pode se duvidar do Grêmio. Depois de praticamente estar eliminado na Libertadores, o tricolor gaúcho deu a volta por cima e depende apenas de si. Além disso, foi campeão estadual invicto, sofrendo apenas um gol. Ou seja, mais uma vez sobo o comando de Renato Gaúcho, chega como um forte candidato ao título, ainda mais mantendo as principais peças, como os zagueiros Pedro Geromel e Kannemann e o atacante Éverton.

Time: Paulo Victor; Leonardo, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Maicon, Jeam Pyerre, Diego Tardelli e Everton; André.
Técnico: Renato Gaúcho

Internacional

Rodrigo Moledo vem sendo eficiente na defesa e no ataque do Inter. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Rodrigo Moledo vem sendo eficiente na defesa e no ataque do Inter. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Depois de surpreender no ano passado, garantindo uma vaga na Libertadores, o Internacional ficou ainda mais forte. Embora tenha perdido o título gaúcho, o Colorado nada de braçadas na Libertadores. O técnico Odair Hellmann deu sua cara ao elenco, que vai mostrando ainda mais entrosamento. O goleiro Marcelo Lomba, o meia Patrick e os atacantes Nico López e Guerrero são os encarregados por dar a experiência ao time.

Time: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Patrick, Edenilson e D’Alessandro; Nico Lopez e Guerrero.
Técnico: Odair Hellmann

Palmeiras

Meia Gustavo Scarpa cresceu de produção pelo Palmeiras este ano. Foto: Divulgação/Palmeiras

Meia Gustavo Scarpa cresceu de produção pelo Palmeiras este ano. Foto: Divulgação/Palmeiras

Dono do elenco mais estrelado do Brasileirão, o Palmeiras se dá ao luxo de revezar seu time a todo momento. Porém, tropeçou no Paulistão, ficando fora das finais, e teve atuações irregulares na Libertadores, embora esteja já classificado para as oitavas de final. Ainda assim, espera-se mais da equipe de Dudu, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa e Ricardo Goulart, entre outros.

Time: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Ricardo Goulart; Dudu, Gustavo Scarpa e Deyverson.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Santos

Jorge Sampaoli deu uma nova cara ao Santos. Foto: Ivan Storti/Santos

Jorge Sampaoli deu uma nova cara ao Santos. Foto: Ivan Storti/Santos

Quando o técnico Jorge Sampaoli foi contratado, muitos olhares com desconfiança. Porém, o argentino fez o Santos mostrar um futebol bonito de se ver. É bem verdade que oscila muito, não ganhou nada e tomou algumas goleadas, mas propõe o jogo a todo momento e não tem medo em campo. Os meias Jean Mota e Carlos Sánchez e o atacante Derlis González são os grandes destaques do elenco.

Time: Vanderlei; Victor Ferraz, Aguilar, Gustavo Henrique e Pituca; Alisson, Jean Mota e Carlos Sanchez; Soteldo, Rodrygo e Derlis Gonzalez.
Técnico: Jorge Sampaoli

São Paulo

Volante Luan é uma das revelações do São Paulo em 2019. Foto: Divulgação/São Paulo

Volante Luan é uma das revelações do São Paulo em 2019. Foto: Divulgação/São Paulo

Vice-campeão paulista, o São Paulo parece ter se ajeitado nos últimos jogos. Após uma primeira fase no Estadual muito abaixo da médida, o tricolor vai se encaixando após a chegada do técnico Cuca, que terá peças importantes para o Brasileirão, como os meias Tchê Tchê e Vitor Bueno e o atacante Alexandre Pato, recém-contratados, além do meia Hernanes, que vai recuperando a forma física, para se juntarem aos garotos Anthony e Luan.

Time: Tiago Volpi; Hudson, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Hernanes, Igor Gomes e Everton; Pato e Pablo.
Técnico: Cuca

Vasco

Goleiro Fernando Miguel vem sendo um paredão no Vasco. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Goleiro Fernando Miguel vem sendo um paredão no Vasco. Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O Vasco é uma das grandes incógnitas do Brasileirão. Depois de começar o ano bem e invicto, caiu de rendimento e foi vice-campeão estadual e eliminado da Copa do Brasil. Os resultados culminaram na queda do técnico Alberto Valentim. Nomes como o goleiro Fernando Miguel, o zagueiro Leandro Castán e o meia Yago Pikachu são as apostas para fazer uma campanha louvável.

Time: Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Raul, Felipe Bastos, Bruno César, Yago Pikachu e Marrony; Maxi López
Técnico: Marcos Valadares

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

11 Comentários em "Brasileirão 2019: Confira como estão os adversários do Athletico"


Edson Oliveira
Edson Oliveira
1 mês 28 dias atrás

Brasileirão é longo demais. Torna-se necessário ter muita consistência, um modo singular de atuar e, principalmente, banco. Nisto, o Furacão é superior a grande maioria.

Daniel Planeta
Daniel Planeta
1 mês 29 dias atrás

Realmente, o Brasileirão de 2019 está cheio de craques, uns times com mais, outros com menos. Coincidentemente, o Athletico está com um timaço. Não vou falar sobre o técnico e estrutura do clube, isso já é notório que é o melhor. O plantel do Furacão tem potencial pro título do Brasileirão e outros!

Giovani Prestes
Giovani Prestes
1 mês 29 dias atrás

Briga pela taça; CAP, curintia,cruzeiro,gremio.

fernando. fernando
fernando. fernando
1 mês 28 dias atrás

acho que Flamengo também

Chico Cunha
Chico Cunha
1 mês 29 dias atrás

Concorrentes do athlethicho: Goiás, Fortaleza, CSA, Avaí… pra não cair.

fernando. fernando
fernando. fernando
1 mês 28 dias atrás

chiquita,,,melhor você se preocupar com os adversários na segundona…sabemos que tanto Pr clube, Londrina e Operário..tem mais chances de subirem que vocês…( está na frente da estátua ainda??)

Flavio Steiner
Flavio Steiner
1 mês 29 dias atrás

O Imortal Tricolor sempre em evidência, como favorito. Time grande é outra coisa.

fernando. fernando
fernando. fernando
1 mês 28 dias atrás

seu time está muito bem..mas não esqueça recém voltaram da segundona…então menos…

Flavio Steiner
Flavio Steiner
1 mês 28 dias atrás

Ãhn, como é que é?

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas