Confirmando o favoritismo, a seleção brasileira feminina de vôlei venceu o Japão por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/16 e 25/22, nesta sexta-feira, em Brasília. A partida foi válida pela segunda rodada da Copa Internacional, quadrangular amistoso realizado no ginásio Nilson Nelson.

O técnico José Roberto Guimarães elogiou o desempenho das jogadoras brasileiras, que neutralizaram bem os contra-ataques japoneses. “O Japão é um time muito concentrado no defensivo, na velocidade, no contra-ataque. Para neutralizar isso, concentremos no defensivo, tanto no bloqueio quanto na defesa. Pela nossa estatística, fizemos 22 pontos de bloqueio, contra quatro do Japão”, analisou o treinador, que só apontou um ponto a ser melhorar: “O passe. Precisa melhorar a defesa de bolas mais largadas para as laterais, para as linhas. Deixamos de tocar em bolas importantes”.

A análise de que a equipe esteve bem no bloqueio foi reforçada pela centra Thaisa, um dos destaques do Brasil neste início de preparação para o Grand Prix e para a Copa dos Campeões. “A gente estava muito preocupada com nosso bloqueio, já que o estilo de jogo delas é mais difícil para a gente. Mas acho que a gente se preocupou tanto que fez bem. Estamos no começo ainda. Tivemos erros, mas totalmente aceitáveis. O time ainda tem muito o que melhorar”, avaliou a jogadora.

Na base da velocidade, as japonesas abriram quatro pontos no início do primeiro tempo, fazendo 11/7. O Brasil só assumiu a liderança do primeiro set em 20/19. No saque de Tandara, atleta natural de Brasília, a seleção segurou o rodízio japonês e fechou a parcial em 25/21.

O Brasil manteve o ritmo e logo abriu vantagem no segundo set. Mais uma vez no saque de Tandara, a seleção fez 25/16 para abrir 2 a 0. A terceira parcial, apesar da reação japonesa, foi novamente vencida pelas donas da casa, desta vez por 25/22.

O último jogo do Brasil no quadrangular acontece no sábado, às 10h, contra a Itália, equipe que perdeu do Japão na primeira rodada e, nesta sexta-feira, mais cedo, fez 3 a 1 no Peru, com parciais de 22/25, 25/20, 25/14 e 25/12.