enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Brasil vence EUA nas duplas e segue vivo na Davis

Depois de duas derrotas sofridas na última sexta-feira, o Brasil se manteve vivo no duelo diante dos Estados Unidos, neste sábado, em Jacksonville, no Grupo Mundial da Copa Davis. Com uma vitória marcante para a história do tênis nacional, Marcelo Melo e Bruno Soares derrotaram os irmãos Bob e Mike Bryan por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (8/6), 6/7 (7/9), 6/4, 3/6 e 6/3.

Com o resultado expressivo obtido diante da dupla número 1 do mundo e que formam a maior parceria de todos os tempos na modalidade, Melo e Soares reduziram para 2 a 1 a vantagem dos norte-americanos na série melhor de cinco partidas deste confronto entre os dois países. Desta forma, eles alimentaram a esperança do Brasil, que joga como grande azarão neste embate, realizado fora de casa e em piso rápido coberto, onde precisa ganhar duas partidas neste domingo para avançar à próxima fase da competição.

E o primeiro a entrar em quadra neste dia derradeiro de duelos será Thomaz Bellucci, tenista número 1 do Brasil, que enfrentará John Isner, principal jogador dos Estados Unidos na atualidade, a partir das 15 horas (de Brasília). Caso supere o favoritismo do rival, que ainda não está em condições físicas ideais por estar em fase final de recuperação de uma lesão no joelho, Bellucci forçará um quinto duelo decisivo, que prevê o encontro entre Thiago Alves e Sam Querrey.

Na última sexta, Bellucci caiu em sets diretos diante de Querrey, e o mesmo ocorreu com Alves contra Isner, que abriu 2 a 0 para os norte-americanos naquele duelo, obrigando Melo e Soares e derrotar os irmãos Bryan.

O JOGO – O jogo deste sábado foi bastante equilibrado e não contou com nenhuma quebra de saque até o primeiro tie-break do primeiro set. E, no desempate, os norte-americanos começaram melhor e chegaram a abrir 6/3. Porém, Melo e Soares salvaram três sets points e, com cinco pontos seguidos, fecharam a parcial em 8/6.

No segundo set, o equilíbrio seguiu prevalecendo e mais uma vez os quatro tenistas forçaram o tie-break ao confirmarem todos os seus serviços. E, curiosamente, os brasileiros amargaram justamente o contrário do que conseguiram no desempate anterior. Fizeram 6/3 e tiveram três sets points, mas os irmãos Bryan conseguiram salvar os três, sendo que o 6/6 foi obtido em um ponto no qual os brasileiros pediram o desafio eletrônico, que apontou que a bola tocou na linha. Contrariados com a marcação, Melo e Soares acabaram sucumbindo em seguida ao caírem por 9/7.

Após o empate, o clima esquentou quando Bob Bryan passou pulando e gritando virado de frente para os outros tenistas da equipe brasileira, da comissão técnica e dirigentes que estavam na primeira fila de cadeiras reservadas aos times das duas nações. A atitude irritou os brasileiros e chegou a acontecer um bate boca entre os representantes dos dois países.

A derrota no set anterior e a provocação de Bob, entretanto, não abalou os brasileiros, que logo no terceiro game do terceiro set conseguiram a primeira quebra de saque da partida. E, confirmando todos os serviços até o final da parcial, fizeram 6/4.

Os irmãos Bryan também seguiram fortes e devolveram a quebra de saque do set anterior quando Melo e Soares sacavam em desvantagem de 3 a 2. E, com 4 a 2 na frente, eles serviram para fazer 5/2 e depois liquidaram a parcial em 6/3.

Na quinta e derradeira parcial, depois de chegarem a salvar dois break points em um dos games iniciais, os brasileiros mostraram força novamente para obter uma quebra quando venciam por 4/3. E, com o saque na mão em 5/3, Melo e Soares decretaram o 6/3 que manteve o Brasil vivo diante dos Estados Unidos na Davis.

Essa foi a terceira vitória em quatro jogos de Melo e Soares diante dos irmãos Bryan, que no mês passado justificaram a condição de maior dupla do mundo ao conquistarem o título do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas