Em um jogo nervoso e tenso, o Bragantino empatou com o Paraná por 1 a 1, nesta sexta-feira, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), pela 37.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Este resultado deixou o time paulista na zona do rebaixamento com 43 pontos, em 17.º lugar. Tem o mesmo número de pontos do América-RN, 16.º, com 12 vitórias, mas perde no saldo de gols: -6 a -12. O Paraná ficou com 48 pontos, na 13.ª colocação.

Agora o time paulista não depende mais de suas forças na última rodada quando vai enfrentar o ABC, em Natal, precisando vencer e torcer contra tropeços de América-RN, que vai pegar o Paraná, em Curitiba, e contra o Oeste, com 45 pontos, que neste sábado enfrenta o Boa, em Varginha (MG), e na última rodada receberá o Joinville, em Itápolis (SP).

Sabendo da vitória do América-RN sobre o Náutico por 1 a 0, em Natal, o Bragantino iniciou o jogo na zona do rebaixamento e com a obrigação de ganhar. Talvez, por isso, tenha sentido o peso da responsabilidade e seus jogadores mostraram muito nervosismo. Com isso erravam passes, tentavam a ligação direta da defesa para o ataque e abusavam nos levantamentos aéreos.

Do outro lado, mesmo com vários desfalques por suspensões e contusões, o Paraná se apresentou muito bem armado na defesa, abrindo mão inclusive dos contra-ataques. Mas se posicionou bem em duas linhas de quatro.

O esforço do time paulista só resultou em duas chances. A primeira aos 11 minutos, quando Léo Jaime cruzou do lado esquerdo e na pequena área o lateral Yan, do Paraná, mandou para escanteio, quase marcando contra. A segunda aos 48, em uma falta na meia lua da grande área. Sandro bateu bem, a bola desviou na barreira e o goleiro Marcos saltou alto para mandar para escanteio.

O Bragantino voltou mudado do vestiário, com o meia Caio no lugar do volante Graxa. O time ficou ainda mais ofensivo e quase abriu o placar aos 3 minutos, quando Leonardo Moura, na pequena área, bateu por cima do travessão. Aos 7, outra alteração ofensiva: saiu o meia Luisinho para a entrada do atacante Erick.

O time paulista manteve a pressão dentro do campo defensivo do Paraná. Aos 9 minutos, Erick ganhou a dividida na direta e cruzou para Léo Jaime que bateu de virada. Marcos fez grande defesa e mandou para escanteio. No minuto seguinte, saiu o tão esperado gol. Sandro fez o cruzamento do lado esquerdo, Jean tentou cortar e a bola subiu na pequena área para o chute de virada de Caboré.

Depois disso, o Bragantino permaneceu no ataque ao invés de se defender com cautela. Do outro lado, o Paraná foi ao ataque com duas mudanças do técnico Ricardinho. Ele colocou Marcos Serrato e Léo Mineiro, respectivamente, nas vagas de Henrique Santos e Ricardinho. E ele foi pé quente porque segundos após entrar Léo Mineiro empatou aos 29 minutos. A defesa do Bragantino se confundiu e a bola sobrou para o atacante que bateu de chapa fora do alcance do goleiro Matheus.

Daí deu canseira e desespero no Bragantino, que só tentou vencer no desespero. Não acertou, nem deu sorte.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 1 x 1 PARANÁ

BRAGANTINO – Matheus; Robertinho, Tobi, Leonardo Moura e Bruno Recife; Geandro, Graxa (Caio) e Sandro; Luisinho (Erick), Caboré e Léo Jaime (Motta). Técnico: André Gaspar.

PARANÁ – Marcos; Auremir, Cleiton, Jean e Yan; Leandro Vilela, Ricardinho (Léo Mineiro), Henrique Santos (Marcos Serrato) e Pedro Castro; Tiago Alves (João Antônio) e Giancarlo. Técnico: Ricardinho.

GOLS – Caboré, aos 10, e Léo Mineiro, aos 29 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Léo Jaime, Geandro e Robertinho (Bragantino); Ricardinho e Leandro Vilela (Paraná).

ÁRBITRO – Marcos André Gomes da Penha (ES).

RENDA – R$ 31.195,00.

PÚBLICO – 6.071 pagantes.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).