O Botafogo iniciou suas férias nesta segunda-feira em meio a incertezas. Rebaixado no Brasileirão e com diretoria nova, o time deverá passar por grande reformulação na próxima temporada. Mas os conhecidos problemas financeiros e a necessidade de se adequar à Série B fazem com o que o clube tenha cautela no planejamento.

Nem mesmo a data de reapresentação do elenco está definida. A tendência é que o grupo se reapresente dia 7 de janeiro, mas até lá a diretoria do clube precisará renovar contratos de jogadores e da comissão técnica. O diretor de futebol, Wilson Gottardo, e o técnico, Vagner Mancini, não têm permanência assegurada, apesar de já demonstrarem desejo de continuar no Botafogo.

Enquanto não decide o rumo do futebol em 2015, a diretoria trabalha para que o clube retorne ao Ato Trabalhista e tenha assim suas receitas desbloqueadas. Uma reunião esta semana irá definir a estratégia a ser tomada. Quando assumiu o Botafogo, o novo presidente, Carlos Eduardo Pereira, revelou que a dívida do clube é de R$ 750 milhões.