O Botafogo tenta neste domingo consolidar a sua posição de favorito a uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem, enquanto que o Flamengo quer subir mais um pouco na tabela de classificação para continuar lutando pelo mesmo objetivo do rival. O clássico, às 18h30, no estádio do Maracanã, pela 28.ª rodada, interessa praticamente a todos os demais clubes do Campeonato Brasileiro, com exceção de Náutico e Cruzeiro, o primeiro, virtualmente rebaixado, e o outro, a poucos passos do título.

Já a grande maioria ds outros clubes torce por uma derrota do Flamengo, que poderia assim ter de voltar as atenções para o risco do descenso, tal o equilíbrio entre várias equipes que ocupam a faixa intermediária do Brasileirão, na fronteira entre a zona de rebaixamento e a briga por um lugar na Libertadores, para a qual se classificam os quatro melhores colocados.

O time alvinegro teve uma queda acentuada nas últimas rodadas e facilitou o caminho do Cruzeiro. Na meio de semana, porém, acordou e Seedorf voltou a jogar um grande futebol, o que levou o Botafogo a vencer o Náutico por 3 a 1, em Pernambuco. O Flamengo vem de vitória sobre o Internacional, no Rio de Janeiro, e dá sinais de estabilidade – é o único dos 20 times que não perdeu nas cinco últimas rodadas do Brasileirão.

Seu técnico, Jayme de Almeida, é apontado por atletas e dirigentes como o responsável pela boa fase do time. Ele, porém, prefere direcionar o mérito para o grupo. Neste domingo vai manter o ataque com Paulinho e Hernane – o melhor do time na temporada e seu artilheiro no campeonato.

No Botafogo, a esperança é que Seedorf esteja iluminado mais uma vez e que possa desequilibrar. Ele teve partidas apáticas e isso foi um dos fatores que levaram a equipe a cair na tabela de classificação – estava em condições de disputar o título e começou a perder jogos em casa, o que afastou sua torcida dos estádios e fez os matemáticos reduzirem bastante a possibilidade de o time ainda chegar ao título nacional.