O chefe-executivo do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, lamentou que os torcedores do clube tenham vaiado Arjen Robben durante amistoso na terça-feira, entre o time alemão e a Holanda, disputado na Allianz Arena, mas também garantiu que alguns fãs já se desculparam pelo comportamento.

Na terça, Robben entrou durante o segundo tempo da partida para defender a seleção holandesa em amistoso que foi marcado após ação judicial sobre a lesão sofrida pelo jogador durante a Copa do Mundo de 2010. A partida foi vencida pelo time alemão por 3 a 2.

 

Robben foi um dos vilões da derrota do Bayern de Munique para o Chelsea na final da Liga dos Campeões da Europa no sábado ao perder um pênalti durante a prorrogação. O duelo terminou empatado por 1 a 1 e o time londrino faturou o título ao vencer a disputa de pênaltis por 4 a 3.

Rummenigge disse que após a decisão alguns torcedores aparentemente ficaram desapontados por Robben ter jogado apenas pela Holanda, “mas isso não dá a ninguém o direito de vaiar nosso jogador”. “O Bayern recebeu muitas manifestações de nossos torcedores que se desculparam com Arjen Robben em nome daqueles que o vaiaram”, disse.