Depois de vencer Atlético-MG e Atlético-GO e sair da incômoda última posição do Campeonato Brasileiro, o Atlético volta a campo nesta quarta-feira (21), contra o São Paulo, às 21h45, na Arena da Baixada, com uma nova missão: deixar a zona de rebaixamento. No momento, o Furacão está em 18º lugar, com os mesmos oito pontos de Sport, 17º, e Vitória, 16º, ficando atrás dos dois por conta do saldo de gols. No entanto, uma simples vitória fará o Rubro-Negro dar um salto de ao menos duas posições na tabela.

A conta é simples. O São Paulo, adversário atleticano, tem dez pontos e já seria ultrapassado com uma vitória. Além disso. O Atlético-MG, 15º, com nove pontos, pega o Sport. Ou seja, quem perder, também perderá posição para o Atlético. Por isso, os três pontos se tornam fundamentais, não só por sair da zona de rebaixamento, mas também para manter o embalo e chegar à terceira vitória seguida.

“A nova etapa é de afirmação, vencer em casa e subir na tabela. O Rogério (Ceni) tem implantado uma filosofia diferente. Temos que estar atentos a isso, e fazer o nosso jogo, saber marcar, saber explorar as deficiências e buscar fazer um bom jogo para vencermos em casa, que nesse momento é o que importa”, disse o técnico Eduardo Baptista, prevendo um São Paulo mordido, já que vem de uma sequência de apenas uma vitória nos últimos cinco jogos.

Mais do que deixar a zona da degola, o Furacão quer se aproximar do pelotão de cima do Brasileirão. A diferença para o Vasco, sexto colocado e que fecha a zona de classificação para a Libertadores, é de apenas quatro pontos. Ou seja, se aproveitar a sequência em casa – contra tricolor paulista, e Vitória, no domingo (25) -, o Rubro-Negro pode se aproximar bem da primeira metade da tabela. Para isto, precisa, enfim, ganhar na Baixada, onde, em três jogos, somou apenas um empate (1×1 com o Flamengo) e duas derrotas (2×0 para Grêmio e Santos).

Confira a tabela completa do Brasileirão!

Lucho começa no banco ou como titular? Uma das dúvidas do treinador. Foto: Jonathan Campos
Lucho começa no banco ou como titular? Uma das dúvidas do treinador. Foto: Jonathan Campos

“Nós saímos para dois jogos difíceis após uma derrota em casa e a grande maioria não acreditava que pudéssemos dar a volta por cima. Agora temos dois jogos difíceis em casa, precisamos estar atentos, mas nos impondo para confirmar uma condição de quem vai brigar mais em cima”, completou Baptista.

Para, enfim, vencer diante da torcida, o treinador deve fazer mudanças na escalação. Na zaga, Wanderson será mantido ao lado de Thiago Heleno, enquanto no meio-campo Deivid e Otávio formarão a dupla de volantes. A dúvida maior está no retorno de Lucho González, que cumpriu suspensão na rodada passada. Se o argentino voltar ao time, Sidcley mais uma vez atuará como lateral-esquerdo. Se ficar no banco, Nícolas será o lateral-esquerdo, com Sidcley mantido no meio.

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO
1º Turno – 9ª Rodada

ATLÉTICO X SÃO PAULO

Atlético
Wanderson; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid, Otávio, Lucho González (Nícolas), Nikão e Douglas Coutinho (Pablo); Grafite.
Técnico: Eduardo Baptista

São Paulo
Renan Ribeiro; Bruno, Douglas, Militão e Júnior Tavares; Jucilei, Cicero, Wellington Nem, Cueva e Marcinho; Lucas Pratto.
Técnico: Rogério Ceni

Local: Arena da Baixada
Horário: 21h45
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA-RJ)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (FIFA-RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)