Os gastos com a reforma da Arena da Baixada para a Copa do Mundo de 2014 ainda gera repercussão e questionamentos. Até por isso, o Atlético convocou uma reunião extraordinária do seu Conselho Deliberativo, para a próxima segunda-feira (26), às 19h, no CT do Caju, para discutir o assunto, que será focado no acordo entre clube, governo do estado e prefeitura de Curitiba.

Segundo o texto da convocação enviado para os conselheiros, a patua é a “deliberação sobre aspectos relacionados ao Acordo Tripartite (CAP – Estado do Paraná – Município de Curitiba) e sobre a execução dos contratos de financiamento firmados para a obtenção dos recursos para custear as obras para adequação do Estádio Atlético Paranaense para a Copa do Mundo de 2014”.

Segundo o presidente rubro-negro, Luiz Sallim Emed, a ideia é informar aos conselheiros como anda a situação. “Será dado uma atualização e como os contratos estão caminhando”, disse o dirigente. O presidente do Conselho Deliberativo é Mario Celso Petraglia, que deve comandar a reunião.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

A principal polêmica envolvendo a questão tem relação com o município. Enquanto o Atlético defende que o acordo tripartite de divisão de custos tenha como base o valor final da obra (R$ 354 milhões), a prefeitura alega que o contrato é claro e o valor inicial, de R$ 184 milhões, é que deve ser repartido em três partes.