As atuações nas vitórias pro 1×0 sobre Atlético-MG e Atlético-GO e o retorno de alguns jogadores fazem o técnico Eduardo Baptista ter algumas dúvidas para escalar o Atlético para o duelo contra o São Paulo, nesta quarta-feira (21), às 21h45, na Arena da Baixada. A começar pela lateral-esquerda.

Titular da posição, Sidcley foi decisivo nos dois jogos fora de casa atuando como meia. Com o retorno de Lucho González, que cumpriu suspensão diante do Dragão, o treinador tem como opção escalar o argentino ou o lateral-esquerdo Nícolas. Se o primeiro for o escolhido, Sidcley voltará para a lateral. Caso o segundo seja titular, Sidcley atuará na armação.

A única certeza é que Wanderson e Thiago Heleno seguirão formando a dupla de zaga, uma vez que Paulo André ainda não está 100% fisicamente. “A dupla de zaga será Wanderson e Thiago (Heleno). Manteremos. O Sidcley foi bem na frente, fez gol. Mas ele é importante atrás, na lateral-esquerda. Temos que pesar tudo isso para montar a melhor equipe”, destacou Eduardo Baptista.

Outra dúvida está no ataque, entre Douglas Coutinho, titular contra o Atlético-GO, e Pablo, que não enfrentou o Atlético-MG por questões particulares e ficou no banco contra o Atlético-GO. Escolha que dependerá também da formação que a equipe entrará em campo.

Confira a tabela completa do Brasileirão!

“A gente tem o 4-4-2, o 4-2-3-1 e o 4-1-4-1. São sistemas que se assemelham, então a gente analisa o adversário, a necessidade que a gente tem de jogar com dois volantes ou com um, e a gente sabe o que pode utilizar. Qualquer um deles pode ser utilizado, iniciando ou durante o jogo, para que a gente escale o melhor time para aquele momento”, completou o comandante do Furacão.

Assim, o Rubro-Negro deve ir a campo com: Wanderson; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid, Otávio, Lucho González (Nícolas), Nikão e Douglas Coutinho (Pablo); Grafite.