Se na Copa do Brasil, o sonho atleticano do título inédito acabou, pelo Campeonato Brasileiro o time volta a campo hoje, contra o Internacional, e precisará estar mais vivo do que nunca. Isso porque, o Atlético tem o desafio de melhorar a campanha para sair da incômoda zona de rebaixamento, já que é o atual vice-lanterna da competição, com nove pontos somados. Será preciso que o Furacão comece a reagir desde já para fugir da degola e, de cara, pega um adversário ‘casca dura‘. Os gaúchos estão em quarto na tabela, com 22 pontos somados. O confronto acontece a partir das 21h, na Arena da Baixada, e é válido pela 13ª rodada do Brasileirão.

Sabendo da importância de largar bem nesse reinício de temporada, o lateral-direito Jonathan comentou que o jogo contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, serviu para que a equipe começasse a se reestruturar.
“Vamos estudar a equipe do Internacional. Será um jogo muito difícil, mas temos totais condições de vencer. Precisamos nos impor e melhorar algumas coisas que não foram tão bem contra o Cruzeiro. Mais do que nunca, precisamos dessa vitória para ter tranquilidade e confiança”, explicou o jogador.

Diante da Raposa, o Furacão ficou no empate em 1×1 e não avançou na competição. Aquele foi o primeiro jogo de Tiago Nunes no comando do time principal do Rubro-Negro, que deve manter a mesma base da equipe para esse segundo duelo do time nessa nova fase. Contra os mineiros, o Furacão voltou a atuar no sistema 4-4-2 e mesmo que não tenha avançado na disputa, o desempenho do time foi aprovado pelo elenco, como falou Jonathan.

“Sofremos poucos contra-ataques. A equipe se portou bem e conseguiu sair jogando na maioria das vezes. Nosso primeiro tempo foi muito bom. No segundo tempo, tivemos que buscar o resultado e pesou a falta de ritmo”, explicou o lateral.

Nunes não deve promover grandes alterações no time, porém o setor ofensivo é o que está mais aberto e pode sofrer modificações. Contra o Cruzeiro, os jogadores dessa área foram Raphael Veiga, Nikão, Pablo, Bergson, Guilherme e Marcinho, sendo que esses três últimos entraram ao decorrer da partida. Bergson foi o autor do gol atleticano que igualou o placar, mas não foi o suficiente para classificar o Rubro-Negro.

Para aumentar a disputa no setor, duas novas peças que podem ser acionadas. Marcelo Cirino e Bruno Nazário, recém-chegados ao Atlético, foram regularizados no Boletim Informativo Diário (BID). Entre os dois, Cirino larga na frente, por estar treinando com o time desde junho.

Confira a tabela e a classificação do Brasileirão!

Este será o jogo decisivo para que seja definido o destino de Tiago Nunes no comando do time principal do Furacão. Antes que o comandante assumisse de forma interina, a diretoria anunciou que o treinador faria um teste e somente seria oficializado se conseguisse bons resultados nas duas primeiras partidas do time nesse retorno. Com pouco tempo para ‘organizar a casa‘, Nunes poderia ter um pouco mais de crédito com os mandatários atleticanos, já que no Campeonato Paranaense fez uma campanha quase impecável e que resultou no título.

FICHA TÉCNICA
BRASILEIRÃO – SÉRIE A – 13ª Rodada

Atlético x Internacional

Atlético
Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González, Matheus Rossetto, Raphael Veiga (Marcelo Cirino) e Nikão (Bergson); Pablo.
Técnico: Tiago Nunes

Internacional
Danilo Fernandes; Fabiano, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Nico López, Zeca, Edenílson e Lucca; William Pottker.
Técnico: Odair Hellmann

Local: Arena da Baixada
Horário: 21h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)