O Atlético confirmou na manhã desta terça-feira (11) o seu novo treinador para a temporada. E o Furacão mais uma vez surpreendeu ao anunciar o nome de Fabiano Soares, brasileiro que atuou a maior parte da carreira como jogador na Espanha e teve como último trabalho como técnico o Estoril, de Portugal, na última temporada.

Mais uma aposta do Rubro-Negro na era Mario Celso Petraglia, que já trouxe no passado nomes como João Carlos Costa, Artur Neto, Casemiro Mior, Milton Mendes e Sérgio Vieira.

O que chama a atenção é o currículo de Fabiano. O treinador fez todos os cursos da UEFA e tem licença níveis 1 ‘B’, 2 ‘A’ e 3 ‘PRO’.

Aos 51 anos, o treinador, que é naturalizado espanhol começou a carreira em 2006, treinando o Compostela, onde passou a maior parte do tempo como atleta (1992-2003). Depois, passou por Bergantiños, novamente o Compostela e Estradense, até chegar ao Estoril, onde foi auxiliar-técnico entre 2011 e 2015. No ano seguinte, virou o comandante do time português.

Como jogador, começou a carreira no Botafogo, em 1987, onde atuou também em 2000. Depois, defendeu o Cruzeiro, São José-SP, Celta de Vigo, Compostela e encerrou a carreira no modesto Racing de Ferrol, em 2004.

Apesar do anúncio, Fabiano não deve comandar o Atlético contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira (12), às 21h45, na Arena da Baixada. Quem estará à frente do time será o auxiliar-técnico Kelly.